Aberta 69ª Exposição Agropecuária de Sergipe

Agronegócio

Aberta 69ª Exposição Agropecuária de Sergipe

Nestes primeiros dias da Expoese, alguns resultados já se configuram entre os equinos
Por:
1392 acessos

Prossegue até este domingo (14-11), a 69ª Exposição Agropecuária de Sergipe (Expoese), aberta no última final de semana, no Parque João Cleophas, em Aracaju, uma realização do :Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri), com execução da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), tendo como parceiros o Banco do Nordeste, o Banco do Estado de Sergipe, a Associação dos Criadores de Sergipe, a Associação Sergipana de Criadores de Caprinos e Ovinos, a Associação Sergipana de Quarto de Milha e a Associação de Criadores do Mangalarga Marchador do Estado de Sergipe e a Federação da Agricultura do Estado de Sergipe(Faese).

Nestes primeiros dias da Expoese, alguns resultados já se configuram entre os equinos. Da Raça Appaloosa, Grande Campeã da Raça, Royal Star Garn e Grande Campeão da Raça, Winnin Doc Garn, ambos de Sergipe. Da raça Mangalarga Marchador: Campeã Jovem da Raça, Maravilha do Pina; Reservada Campeã Jovem da Raça, Áurea C F da Sercore; Campeã Adulta da Raça, Onda Boa Luz; Reservada Campeã Adulta da Raça, Trama Boa Luz; Campeão Jovem da Raça, Bolero do Sítio Novo; Reservado Campeão Jovem da Raça, Gaiato da Saracura; Campeão Adulto da Raça, Foguete da Saracura; e Reservado Campeão Adulto da Raça, Japaratuba Federal, todos de Sergipe. Raça Pônei Brasileiro: Campeão Jovem da Raça, Kojak D'Luca; Reservado Campeão Jovem da Raça, Prado's Mimo; Caqmpeão Adulto da Raça, Enéias do Marcon; e Reservado Campeão Adulto da Raça, Veto da Meninada, todos de expositores sergipanos.

O concurso leiteiro de bovinos e caprinos começa nesta quarta-feira, 10, se prolongando até o sábado, 13. Nesta data, também serão entregues os troféus aos expositores cujos animais foram agraciados com os títulos de Grande Campeão, Campeão e Reservado Grande Campeão e Reservado Campeão. No domingo, 14, o evento será encerrado com desfile dos animais campeões e reservados campeões.

ABERTURA FESTIVA

O que seria uma rotineira abertura da 69ª Exposição Agropecuária de Sergipe (EXPOESE), na noite do domingo,07, se transformou numa festa do segmento pecuário com o anúncio do Secretário da Agricultura, Paulo Viana sobre a criação da Câmara Setorial do Leite, além da assinatura que referendou naquela oportunidade, a implantação do Pró-Genética, programa de melhoramento genético para a bovinocultura sergipana.

O Pecuarista Roberto Fontes de Góis, Presidente da Associação dos Criadores do Estado de Sergipe, e na condição de Conselheiro da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), agradeceu ao Governo do Estado, na pessoa do Secretário Paulo Viana pela forma coesa e parceira com que a Seagri e a Emdagro abriram as portas para a implantação do Pró-Genética, consolidando maiores perspectivas para Sergipe em termos de melhoramento genético, por promover transformações no rebanho sergipano, oportunizando inserção cada vez maior no mercado de carne bovina, vez que o Brasil é o mair exportador mundial. Ele endereçou congratulações ao governador Marcelo Deda pela equipe que tem no setor agropecuário, sensível a mudanças e a absorção do que venha a melhorar as condições produtivas, citando o programa Balde Cheio, em Tobias Barreto e as oportunidades que advirão com o cruzamento de raças zebuinas que vai melhorar a vida do produtor. “Essa disposição parceira revela a experiência de Paulo Viana no comandando a Seagri, e Sergipe será testemunha de que a Câmara Setorial do Leite e o Pró-Genética promoverão melhorias em 10 por cento no nível do rebanho do Estado. Essa exposição agropecuária, portanto, está sendo aberta com atitudes que consagram o desempenho do Governo, pelas políticas públicas adequadas ás necessidades do segmento”.

O Secretário Paulo Viana representou o governador Marcelo Deda e o vice, Belivaldo Chagas na abertura da Expoese, externando as congratulações pela participação efetiva dos criadores de Sergipe e de outros Estados, confirmando a mostra como uma vitrine para que o esforço e o trabalho dos pecuaristas seja visto e as premiações promovam os animais. Ele enfatizou o grande passo que Sergipe sedimentava naquele instante, quando foi anunciada a criação da Câmara Setorial do Leite e a assinatura do acordo para implantação do Pró-Genética no Estado. “Essas atitudes evidenciam inequivocamente o quanto o governo tem se esforçado em prol do segmento agropecuário, com uma política focada no negócio, o que provoca a inclusão social no campo, uma vez que a renda gerada nos municípios ali mesmo circula, promovendo desenvolvimento. São quatro anos de muito trabalho, cujo resultado retrata lucidez e compromisso com a condução ética da coisa pública, merecendo comemoração, o que aproveitamos esse momento para faz_e-lo jntos com os criadores que integram essa Expoese”.

Sobre o Pró-genética, especificamente, Paulo Viana agradeceu a presença dos agentes financeiros oficiais que se somaram ao programa, como o Banco do Nordeste, na pessoa do Superintendente Antonio César; do Banco do Brasil, pelo seu superintendente Rubem Hansen; do Banco do Estado de Sergipe, pelo seu Presidente Saumíneo Nascimento, do Conselho da ABCZ, na pessoa do pecurista sergipano Roberto Fontes de Góis

PRÓ-GENÉTICA E CÂMARA

O Governo do Estado, através da Seagri, e a Associação Brasileira de Criadores de Zebú (ABCZ), Associação de Criadores de Sergipe, a Federação da Agricultura do Estado de Sergipe (Faese)/Serviço Nacional de Aprendizado Rural(Senar), e os agentes financeiros oficiais Banco do Estado de Sergipe, Banco do Brasil e Banco do Nordeste, firmaram o Contrato Pró-Genética, cujo objetivo é identificar e selecionar rebanhos melhorados de zebuínos de leite e corte, para serem disponibilizados à venda a criadores que não trabalham com animais selecionados, porém que necessitam de reprodutores qualificados. A Pró-Genética tem também o objetivo de orientar os trabalhos de cruzamento entre animais mais produtivos, viabilizando a aquisição de reprodutores e de sêmen de touro melhorados daquela raça suas derivadas, pelos criadores sergipanos.

Por seu turno, Criação da Câmara Setorial do Leite, tem como objetivo congregar todos os produtores de leite do Estado a fim de mapearem os principais problemas da atividade leiteira sergipana e direcioná-los aos órgãos competentes.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink