Abertura de exportação aos EUA não deve cessar crise na pecuária

Agronegócio

Abertura de exportação aos EUA não deve cessar crise na pecuária

O preço da arroba bovina continua a despencar, colocando a pecuária da região Oeste do Estado em crise
Por:
1 acessos

Enquanto o preço da arroba bovina continua a despencar, colocando a pecuária da região Oeste do Estado em crise, o Ministério da Agricultura anuncia que a partir do próximo mês o Brasil volta a exportar a carne industrializada para os EUA. "É uma esperança a mais para os criadores que estão passando por um dos piores momentos no setor", avalia o presidente da Sociedade Rural do Oeste do Paraná (SROP), Levi Ditrish.

De qualquer forma, o avanço -que promete abrir mais oportunidades de venda de derivados da carne bovina- não altera os preços, que dependem do câmbio do dólar e hoje não passam de R$ 52 a arroba. "A abertura de novos mercados é sempre interessante aos que trabalham no ramo, pois automaticamente a procura pelo produto cresce. Mesmo assim, a preocupação dos pecuaristas nesse momento está diretamente ligada ao retorno financeiro, pois esse não cobre nem mesmo as despesas diárias do gado no pasto ou no confinamento", explica Ditrish.

Estagnação

Pelo menos até o próximo ano, a situação na pecuária da região Oeste deve permanecer estagnada. É o que garante o presidente da Sociedade Rural. "As revistas especializadas apontavam para uma elevação fantástica nos preços para esse ano. Algumas chegaram a anunciar que a arroba chegaria a R$ 70. Infelizmente, o que aconteceu foi exatamente o contrário, a queda de valor do dólar comprometeu o setor e, ao que tudo indica, a situação deverá mudar somente a partir do início de 2006", lembra.

As informações da SROP também dão conta de que vários criadores estão deixando o setor devido ao comprometimento do mercado. "Sempre procuramos orientar os pecuaristas a segurarem o gado, reduzindo a demanda e forçando os preços a aumentar. Infelizmente, nem sempre os criadores podem fazer isso", comenta.

Para que o País volte a exportar os produtos para os EUA, a carne agora passará por nova inspeção do Ministério da Agricultura.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink