Abimaq contrata Roberto Rodrigues e Germano Rigotto

Agronegócio

Abimaq contrata Roberto Rodrigues e Germano Rigotto

Com o objetivo de profissionalizar a gestão e transformar a entidade em uma agência de negócios para seus membros a Abimac contrata autoridades
Por:
55 acessos
Com o objetivo de profissionalizar a gestão e transformar a entidade em uma agência de negócios para seus membros, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) terá a seu lado autoridades como o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues e o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto para trabalhar a favor dos interesses dos empresários.


Rodrigues será o presidente da Agrishow, maior feira do setor no Brasil e a terceira maior do mundo, que será realizada entre os dias 28 de abril e 3 de maio, em Ribeirão Preto. O ex-ministro foi chamado por conta de seu conhecimento e representatividade no setor agrícola, tradicionalmente um dos maiores clientes da indústria de bens de capital.

Para se ter uma idéia, nos dois primeiros meses do ano, os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a compra de bens de capital pelo setor agrícola, financiados pelas linhas de crédito Finame e Moderfrota, alcançaram R$ 648 milhões, alta de 49,3% sobre o primeiro bimestre de 2007.


No ano passado, a feira, que dura uma semana, movimentou R$ 750 milhões. "Mas nesse ano, acreditamos que esse valor possa chegar a R$ 1 bilhão, pois o ano passado, por conta da crise no setor em 2005 e 2006, não foi dos melhores. O setor está se recuperando e crescendo muito", disse. O objetivo da Abimaq é duplicar esse valor em três anos.

Já o ex-governador Germano Rigotto será o responsável pela articulação política da indústria de máquinas e equipamentos junto ao governo federal e ao Congresso Nacional. Rigotto, que é especialista na área tributária, vai defender os interesses do setor principalmente na área de desoneração de investimentos. "Ele fará com que nossas propostas cheguem e sejam discutidas em Brasília", disse.


A área de comércio exterior da Abimaq também passou a contar com um profissional de experiência, o ex-secretário executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex) Mário Mugnaini. A meta da entidade nos próximos anos é aumentar a presença de seus equipamentos na China e na América do Sul.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink