Abrafrigo evita tomar partido em ação do MP do Acre contra frigoríficos

Agronegócio

Abrafrigo evita tomar partido em ação do MP do Acre contra frigoríficos

Empresas adquirem animais com algum registro de irregularidade
Por: -Joana
1844 acessos
“Como entidade, a Abrafrigo sempre defendeu as questões relativas ao meio ambiente, se posicionando contra o comércio de gado proveniente de áreas desmatadas ou de propriedades onde há registro de trabalho escravo. Além disso, a entidade tem trabalhado assiduamente para que os produtores que fornecem aos seus associados em todo o país possuam o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Também orienta os frigoríficos de todo o Brasil para que evitem adquirir animais de quem não está incluído no CAR”.

A afirmação faz parte de uma nota distribuída ontem pelo presidente-executivo da Associação Brasileira de Frigoríficos, Péricles Salazar, para comentar a ação do Ministério Público no Acre contra 14 frigoríficos que atuam naquele estado. “No entanto, na questão específica da ação civil pública movida pelo Ministério Público do Acre e do Ministério Público do Trabalho contra 14 frigoríficos que atuam no estado, não podemos ser a favor ou contra a iniciativa porque não fomos consultados pelo MP daquela unidade da federação para discutir as questões que envolvem a medida judicial”, prossegue a nota.

“O que ocorre é que, muitas vezes, empresas acabam adquirindo animais de propriedades com algum registro de irregularidade por simples desconhecimento das autuações, já que compete aos membros do governo que tem poder de polícia, como o Ministério Público, os Institutos Ambientais e o IBAMA o fornecimento das listas com empresas irregulares. Se a empresa não tem acesso às listas, não tem como saber quem está de fato regular ou irregular e não pode ser penalizada por isso”, acrescenta. “E a ABRAFRIGO, pelo desconhecimento dos fundamentos da ação movida pelas instituições, não pode emitir qualquer opinião de juízo para não ser injusta com quem, mais adiante, pode ser considerado sem qualquer culpa”, finaliza a nota.

As informações são da assessoria de imprensa da Abrafrigo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink