Abramilho pede a ministro que estimule produtor a plantar milho

Agronegócio

Abramilho pede a ministro que estimule produtor a plantar milho

Em carta enviada hoje ao ministro Reinhold Stephanes, entidade aponta necessidade de medidas de incentivo e de preços
Por: -Janice
503 acessos

O presidente-executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Odacir Klein, enviou nesta quinta-feira carta ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, observando a necessidade de medidas imediatas para estimular a retomada dos preços do milho e, consequentemente, o estímulo à sua produção no País.

"O momento é determinante para a próxima safra de verão, pois a opção pelo plantio de milho ou outra cultura deve ser feita até agosto", ressalta Klein. A carta informa que os produtores de sementes de milho têm reportado que a procura pelo grão ainda está em ritmo lento.

Segundo o presidente-executivo da Abramilho, são necessárias políticas públicas para que a diminuição da área de plantio não diminua drasticamente. As previsões iniciais de especialistas apontavam para uma redução de 4% na área. "No entanto, atualmente, pela relação de preço entre milho e soja e a queda acentuada na renda do produtor do primeiro, as previsões já são de que possa ocorrer redução entre 7% e 8%", destaca trecho da carta enviada ao ministro.

A Abramilho projeta que, com a baixa procura pela semente de milho e o baixo preço pago ao produtor, pode haver problemas de abastecimento no próximo ano. Klein defende que o comércio de proteína animal será retomado, tanto interna quanto externamente. "Mas, para isso, é preciso que haja insumo e, nesse caso, esse insumo é o milho", explica.

"O momento deveria ser propício ao crescimento do milho, sobretudo devido à chegada da biotecnologia às lavouras, que permite menor quebra de safra em decorrência de agentes externos. Mas, se não houver estímulo ao produtor, pode faltar milho ano que vem", adverte Klein.

Íntegra da carta:

Excelentíssimo Senhor Ministro,

A leitura das notícias atuais nos dá conhecimento da realização de leilões de PEPRO e PEP, pela CONAB, para movimentação de estoques de milho e, ao mesmo tempo, que o preço do grão está baixando assustadoramente.

Vivemos um momento de definição a respeito do plantio da próxima safra de verão. Os produtores de semente de milho informam que a procura, até agora, está em ritmo lento. Obviamente, a opção pelo plantio de milho ou outra cultura terá que ocorrer até meados de agosto.

Os consultores vinham prevendo diminuição de área de plantio em torno de 4% relativamente à safra anterior. No entanto, atualmente, pela relação de preço entre milho e soja e a queda acentuada na renda do produtor do primeiro, as previsões já são de que possa ocorrer redução entre 7% e 8%.

É seguro que teremos retomada no comércio de proteínas animais, interna e externamente. Para tanto, haverá necessidade do insumo fundamental que é milho.

O desestímulo ao plantio da próxima safra de verão poderá resultar em sérias dificuldades de abastecimento no ano vindouro em que pese o fato do uso da biotecnologia, agora iniciando, garantir menor quebra de safras pela ação de agentes externos.

Diante disto, solicitamos a Vossa Excelência que diligencie para que medidas sejam tomadas visando a garantir, através da prática de políticas públicas disponíveis, preços que estimulem o plantio de milho.

Cordiais Saudações,

Odacir Klein
Presidente-executivo
Associação Brasileira dos Produtores de Milho - Abramilho

As informações são da assessoria de imprensa da Abramilho.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink