Abrapa participa de missão no Peru para discutir cultivo do algodão no país andino
CI
Agronegócio

Abrapa participa de missão no Peru para discutir cultivo do algodão no país andino

Produção também será estendida para Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador e Paraguai
Por:

A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) pretende expandir o cultivo da pluma na América do Sul começando pelo Peru. O “Projeto de Fortalecimento do Setor de algodão através da cooperação Sul-Sul" também será estendido para Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador e Paraguai.

Entre os dias 26 e 27 de março, o diretor-executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero, integrou uma comitiva que esteve no Peru para tratar da produção de algodão no país andino.

“O projeto prevê o desenvolvimento da cultura em vários países do Mercosul. O Peru está sendo usado como piloto, já com um projeto definido, que debateremos para ser posto em prática”, disse.

O objetivo da missão ao Peru foi otimizar o tempo na elaboração da versão final do projeto peruano e, de acordo com as instituições envolvidas, definir  papéis e responsabilidades para o início das atividades.

Já o presidente do Instituto Brasileiro do Algodão, Haroldo Cunha, defende que as ações de fortalecimento da cadeia do algodão nos países do Mercosul são importantes, pois trazem benefícios a todos. “Principalmente no que diz respeito às ações de prevenção de pragas, como o Bicudo, é necessário que tenhamos planos regionais de prevenção para que o controle seja efetivo”, frisou.

O projeto de Fortalecimento do Setor de algodão através da cooperação Sul-Sul foi assinado por vários entidades no final de 2012 para promover o desenvolvimento de iniciativas e atividades de cooperação técnica para melhorar a cadeia a produção de algodão nos membros do Mercosul e Haiti a partir da troca de experiências e recursos técnicos disponíveis nos países participantes.

Com informações da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink