ACAB lança edição 2006/07do Anuário da Estrutiocultura

Agronegócio

ACAB lança edição 2006/07do Anuário da Estrutiocultura

O anuário, que enfoca a industrialização do setor, foi lançado durante o Congresso Mundial da Estrutiocultura
Por: -Redação
13 acessos

A Associação dos Criadores de Avestruzes do Brasil (ACAB) lançou durante o World Ostrich Congress 2006 (WOC) a versão 2006/07 do Anuário da Estrutiocultura Brasileira, que reúne informações gerais sobre o setor no país.

Esta edição é composta por 62 páginas, todas dedicadas a atual situação do mercado estrutiocultor brasileiro. Os assuntos abordados foram a biosseguridade, nutrição, industrialização, gestão de qualidade, estatística sobre avestruz no Brasil, equipamentos, legislação e genética. Alguns textos, inclusive, foram traduzidos para o inglês.

Dentre as reportagens, um destaque para o WOC 2006, realizado pela primeira vez no Brasil. Essa 13ª edição do congresso aconteceu dos dias 26 a 28 de outubro em São Paulo.

A editoria “Biosseguridade” apontou detalhes das normas, práticas e procedimentos específicos de cuidados com a sanidade dos avestruzes aplicados em todas as etapas da criação. Em “Nutrição” um programa completo de alimentação para as aves foi enfocado.

E, para encerrar o anuário, as editorias “Associados ACAB”, traz uma relação de criadores e empresários do setor e a editoria “Cooperativismo”, cita todas as cooperativas da estrutiocultura brasileira.

Por se tratar de um veículo oficial da ACAB, os associados receberam um exemplar gratuitamente. Para os demais interessados, basta entrar em contato através do e-mail secretaria@acab.org.br ou pelo telefone (11) 3101-1096. As informações são da assessoria de imprensa da ACAB.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink