Ações do PNDS começam em Foz do Iguaçu/PR
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,090 (1,09%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)


Agronegócio

Ações do PNDS começam em Foz do Iguaçu/PR

Supermercado registra aumento de 37%
Por: -Silvano
544 acessos
Responsável por mais de 30 lojas somente no Paraná, a Rede Muffato de Supermercados acaba de integrar as ações do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS), por meio da Associação Paranaense de Supermercados (APS). Neste mês de outubro a campanha está presente na cidade de Foz do Iguaçu/PR, conhecida mundialmente como a “Terra das Cataratas”. A parceria que a associação estadual estabeleceu com a Associação Paranaense de Supermercados (Apras) via PNDS facilitou a aproximação da rede Muffato onde gerentes e açougueiros, receberam o treinamento para aprimoramento e inserção de novos cortes da carne suína, além dos procedimentos corretos para realizar o porcionamento da carcaça suína, evitando o desperdício e aumentando a lucratividade na desossa.

Os novos cortes apresentados no treinamento já estão disponibilizados nas gôndolas do supermercado para os consumidores, a rede que antes vendia poucos cortes suínos (como bisteca, pernil e lombo) hoje já comercializa os mais de 25 cortes ensinados no treinamento para capacitação dos profissionais. Segundo o chefe de açougue da loja, Marcos da Silva, já é pissivel identificar o aumento de vendas na loja que antes comprava 500 meia carcaças por semana e hoje, já compra 800, ou seja, um aumento de 37%. “O consumidor tem se interessado bastante pelos cortes, principalmente a picanha, a carne suína e a alcatra, já disponíveis em formatos porcionados e embadejados. Cortes como a coroa de costela e prime rib também tem atraído os clientes” concluiu.

A ação na rede só começou e agora conta com a degustação dos cortes da carne suína no próprio supermercado, com o objetivo de proporcionar ao consumidor o sabor que a carne suína possui, deixando na lembrança a vontade de provar mais uma vez esta carne tão saborosa.

A gestora do PNDS na Associação, Ariane Boer, conta que o papel da promotora divulgando os cortes suínos e realizando a degustação no supermercado por quase todo o dia é essencial para alavancar as vendas. “Com a degustação atraímos a atenção do consumidor, que logo se interessa pelo produto. Além disso, a divulgação de livretos de receitas e também das informações nutricionais colaboram para o interesse do público”. A ação tem continuidade durante todo o mês de outubro e tem a meta de atingir o aumento de dois quilos a mais no consumo brasileiro de carne suína.

“Não há dúvida de que em 30 dias de Campanha já poderemos diagnosticar um aumento significativo do volume de vendas da carne suína no estabelecimento e também a ampliação do faturamento e fidelização dos consumidores como aconteceu em outros supermercados que realizaram a Campanha nos estados participantes do PNDS”, conclui o presidente da APS, Carlos Geesdorf.
As informações são da assessoria de imprensa do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS).

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink