Ações do Senar/ES batem recorde e crescem mais de 30%
CI
Agronegócio

Ações do Senar/ES batem recorde e crescem mais de 30%

Foram realizadas 1.888 ações em diversas áreas do agronegócio, em 2011. Elas ampliaram as oportunidades de mais de 147 mil pessoas no campo
Por:
Foram realizadas 1.888 ações em diversas áreas do agronegócio, em 2011. Elas ampliaram as oportunidades de mais de 147 mil pessoas no campo

Profissionalizar e melhorar a qualidade de vida no campo. Com essa premissa, o Senar/ES – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo bateu recorde e fechou mais um ano de ações que impulsionaram as atividades agropecuárias, ampliando as oportunidades dos produtores e de suas famílias.


Com o apoio da Faes – Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo, dos sindicatos rurais e de parceiros, o Senar/ES realizou, em 2011, 1.888 ações e levou conhecimento a mais de 147 mil pessoas em todo o Estado, um crescimento de cerca de 30% em relação ao ano anterior. “Esse resultado está pautado no conhecimento. O produtor rural está buscando mais qualidade para seu trabalho e reconhece nas capacitações um meio de evoluir e alcançar bons resultados”, revela o superintendente do Senar/ES, Neuzedino Alves de Assis.

O Senar/ES organiza e executa ações de formação profissional, promoção social, recursos humanos, programas especiais, entre outros, em diversas áreas do agronegócio. A execução financeira da entidade em 2011 foi de 96%, ou seja, do total arrecadado no ano 96% foi aplicado nas próprias atividades.


Linhas de ação

As capacitações partem de variadas linhas de ação: agricultura, agroindústria, atividade de apoio agrosilvopastoril, pecuária, alimentação e nutrição, entre outras. A maioria delas oferece ao participante uma fonte de renda extra para sua família, em atividades como processamento de pescado, produção de derivados do leite, inseminação artificial e cultivo de plantas ornamentais.

Os municípios que se destacaram com o maior número de ações realizadas em 2011 foram Cachoeiro de Itapemirim , com 206 ações; Afonso Cláudio, com 96; Linhares, com 90; Alegre, com 71, e Conceição da Barra, com 65. Em seguida, ficaram Pedro Canário e São Mateus, com 57; Colatina, com 60; Rio Novo do Sul, com 55; Rio Bananal e Jaguaré com 51.


“É expressiva a participação de nossos sindicatos no aprimoramento das atividades rurais e isso é uma vitória para o setor que cresce em qualidade”, declara Neuzedino Alves de Assis.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.