Acompanhe o desempenho de ontem para açúcar, café, suco e trigo
CI
Agronegócio

Acompanhe o desempenho de ontem para açúcar, café, suco e trigo

Por:

Açúcar - vendas de origem

Os preços futuros do açúcar fecharam em queda ontem, a maior das últimas semanas, no mercado americano, pressionados pelas vendas de tradings e de países produtores. Os contratos de março encerraram o pregão a 6,77 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com recuo de 4,7% sobre sexta-feira.

Além das vendas dos tradings, os fundos entraram no mercado liquidando posição, segundo a Dow Jones Newswires. No mercado interno, o índice Cepea/Esalq fechou ontem a R$ 21,60 (saca de 50 quilos), em São Paulo. A comercialização de açúcar segue lenta, sem o suporte das compras das indústrias de alimentos e bebidas, a maioria em férias coletivas. A expectativa é de que as compras sejam retomadas no próximo mês, segundo analistas ouvidos pelo Valor.

Café - relatório derruba

Os preços futuros do café despencaram ontem, na bolsa de Nova York, puxados pelo relatório de posição dos fundos, divulgado na sexta-feira. Os contratos do grão para entrega em março foram negociados a 62,20 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 5% (ou 330 pontos), em relação ao pregão anterior.

O relatório de posicionamento dos traders mostrou, sexta-feira, que os fundos não estavam tão vendidos como o mercado esperava, de acordo com a Dow Jones Newswires. No mercado interno, os preços do café também registraram forte queda, como reflexo do mercado internacional. O índice Cepea/Esaq fechou a R$ 167,82, em São Paulo, queda de 5,9% sobre sexta-feira. As exportações de café até o dia 11 de dezembro totalizaram 615,4 mil sacas, 23% abaixo do mesmo período de 2002.

Suco - baixa de três anos

As cotações do suco de laranja encerraram a segunda-feira no menor patamar dos últimos três anos, pressionadas por novo movimento de vendas especulativas. Os contratos com vencimento em janeiro fecharam a 66,60 centavos de dólar por libra-peso, em queda de 170 pontos, ao passo que os futuros para entrega em março caíram 185 pontos, para 69,65 centavos de dólar.

Ainda assim, traders ouvidos pela agência Dow Jones Newswires confiam em valorizações nos próximos dias, em razão da possibilidade de as baixas temperaturas prejudicarem pomares na Flórida. No mercado interno, a caixa de 40,8 quilos da laranja pêra destinada às indústrias de suco saiu ontem por R$ 10,30 na média paulista, de acordo com levantamento realizado pelo Cepea/Esalq.

Trigo - realização de lucros

Vendas especulativas e realização de lucros de fundos fizeram o trigo começar a semana em queda no mercado futuro americano. Na bolsa de Chicago, o contrato de maio fechou com queda de 5,50 centavos de dólar a US$ 3,855 por bushel. No pregão em Kansas, março recuou 5 centavos de dólar a US$ 3,88. Um trader brasileiro disse que os fundos realizaram lucro porque estão bastante comprados.

Fontes ouvidas pela Dow Jones Newswires disseram que operadores relutavam em comprar em função da melhora nas condições da safra de trigo vermelho duro de inverno dos EUA. Além disso, os traders estariam cansados de esperar pelas tão faladas compras da China. Na Argentina, mercado com poucas ofertas e vendedores pedindo US$ 175/ tonelada nos portos do sul, segundo traders.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink