Açúcar continua adoçando investidores

Agronegócio

Açúcar continua adoçando investidores

O mercado fechou a semana passada com alta média de cerca de 100 pontos em quase todos os vencimentos
Por:
1428 acessos
O mercado fechou a semana passada com alta média de cerca de 100 pontos em quase todos os vencimentos. Uma parcela significativa da elevação de preços em NY dá-se em função do dólar mais fraco que empurra todas as commodities para cima, incluindo o açúcar.

"É bom aproveitar as subidas de preço para começar a fixar os açúcares da safra 2011/2012, afinal, sem levar em consideração os prêmios e, embasado no fechamento de maio/2011 até março/2012, o valor médio posto usina é de R$ 40,00/saca contra um custo de R$ 28,34. Mas não se esqueça que para 2012/2013 ainda é cedo para fixar", admite Arnaldo Luiz Correa, gestor de riscos e diretor da Archer Consulting - empresa focada em gestão de riscos agrícolas.

Já o mercado interno continua incentivando wash-outs (cancelamentos de contratos comerciais). Recompra-se a posição vendida para a exportação e destina-se o açúcar para o mercado interno que remunera melhor. "Esses negócios são pontuais e em geral referem-se ao spot mesmo, ou seja, a negócios feitos para entrega imediata, fora dos contratos tradicionais. De 4 a 6 milhões de toneladas, das 12 consumidas pelo Brasil, usam NY como parâmetro de preço, ou seja, fora de ESALQ. Hoje, no spot, o mercado interno negocia o equivalente a NY mais 600 pontos", completa Arnaldo.

As informações são da assessoria de imprensa da Archer Consulting.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink