ADAB realiza vigilância epidemiológica para prevenção de Gripe Aviária na Bahia

Agronegócio

ADAB realiza vigilância epidemiológica para prevenção de Gripe Aviária na Bahia

MAPA, em parceria com ADAB, realiza esse trabalho desde a criação do programa de monitoramento em 2006
Por:
683 acessos

MAPA, em parceria com ADAB, realiza esse trabalho desde a criação do programa de monitoramento em 2006

Diante da constante ameaça da ocorrência do vírus Influenza Aviária (Gripe Aviária) no mundo, e como forma de proteger os polos avícolas da Bahia, a Agencia de Defesa Agropecuária da Bahia – ADAB, vinculada à Secretaria da Agricultura – SEAGRI, realizou monitoramento para Gripe Aviária e Doença de Newcastle no sítio de pouso de aves migratórias de Mangue Seco. “O setor avícola da Bahia é livre da Influenza Aviaria e da Doença de Newcastle em criatórios industriais, com níveis de excelência no controle destas enfermidades, atendendo plenamente as exigências dos mercados importadores de carne de aves”, destacou o secretário da Agricultura, Vitor Bonfim.

Desde o início da primavera, as aves migratórias provenientes do Hemisfério Norte começaram a chegar a Mangue Seco para se alimentar, descansar e seguir a rota percorrendo todo o litoral brasileiro. Com a migração, essas aves podem ter alojado o vírus da influenza e ocasionar a introdução da doença nos animais residentes, neste sítio. Altamente letal, a doença é de rápida disseminação podendo chegar aos planteis avícolas comerciais do Estado, pelo simples contato com aves domésticas de criatórios, tais como: galinhas, patos, marrecos e gansos, ou disseminados por pessoas, veículos, e quaisquer objetos contaminados, que possam ser introduzidos nos criatórios comerciais.

O trabalho da equipe de veterinários e auxiliares da ADAB é realizar vigilância epidemiológica em toda população de aves domésticas susceptíveis às duas enfermidades, por meio de colheita de soro sanguíneo (suabe de cloaca e traqueia), com envio dessas amostras biológicas para o laboratório de referência nacional do Ministério da Agricultura - LANAGRO, localizado em São Paulo. Toda ação de vigilância vem acompanhada de atividades de educação sanitária, em parceria com a Associação Baiana de Avicultura, com realização de palestras para professores, alunos, e toda a população local, configurando-se numa ação preventiva.

O Ministério da Agricultura - MAPA, em parceria com ADAB, vem realizando esse trabalho desde a criação do programa de monitoramento em 2006, já que a Bahia é destaque na produção avícola, com aproximadamente 130 milhões de aves alojadas anualmente. O parque frigorífico avícola do Estado da Bahia é formado, atualmente, por 10 estabelecimentos com Serviço de Inspeção Estadual (SIE), dois com o Serviço Inspeção Federal (SIF), e 17 com Serviço de Inspeção Municipal (SIM), o correspondente a cerca de 3% da participação nacional, atendendo ao mercado interno e externo, além de gerar emprego e renda na zona rural e na indústria frigorífica. A ocorrência de um foco de Gripe Aviária pode comprometer a produção, ocasionando prejuízos e danos incalculáveis à cadeia produtiva da avicultura na Bahia e no Brasil.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink