Aderr promove curso de capacitação no abate de aves

Agronegócio

Aderr promove curso de capacitação no abate de aves

O curso segue até sexta-feira (21), no horário das 14h às 18 horas
Por:
393 acessos

O curso segue até sexta-feira (21), no horário das 14h às 18 horas

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima) está realizando curso de capacitação no abate de aves, no auditório do Ministério da Agricultura. Os participantes são técnicos da Agência, Seapa (Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e da UFRR (Universidade Federal de Roraima). As aulas estão sendo ministradas pela professora e especialista no assunto, Adriana Oliveira.

O curso, que segue até sexta-feira (21), no horário das 14h às 18 horas, tem como objetivo passar informações e treinamento sobre as formas de inspeção e tecnologia no abate de aves, a fim de fortalecer o setor no Estado. “Vamos trabalhar com o post mortem, metodologia de inspeção, tecnologia de abate, tanto manual como tecnificado de ave, formas e elementos de inspeção, além de outros temas que envolvem esta área”, informou Adriana Oliveira.

Esse é mais um curso de capacitação que Aderr oferece aos seus técnicos com a intenção de prepara-los para melhorar os serviços que são prestados diariamente para os produtores do Estado.

Segundo o presidente da Agência, Vicente Barreto, é fundamental a realização de treinamentos nas diversas áreas que abrange o trabalho da Aderr. “Estamos dando seguimento ao processo de capacitação de nossa equipe. O Estado ganha com isso. Neste seguimento de aves estamos fortalecendo a inspeção, o abate, instalações sanitárias e legislação”, ressaltou.

O objetivo é preparar Roraima para aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA). O Estado fazendo parte desse sistema passa a vender seus produtos para todo Brasil. “A avicultura é uma matriz econômica que pode se tornar uma fonte geradora de emprego e renda para todos”, observou Barreto.

Com apenas duas unidades de abate no Estado, os técnicos que trabalham diretamente nesse mercado, apostam na evolução do setor, pois com a melhoria da ração, que vem sendo produzida com o aumento da oferta de grãos, a tendência natural é crescer, segundo eles.

O MERCADO – O abate de aves no Brasil hoje é considerado um dos melhores do mundo pelo trabalho que é realizado pela inspeção, conforme informou a Adriana Oliveira. Ela disse que os grandes mercados têm o País como modelo. “Nós exportamos para China, África do Sul, Europa e tantos outros, e eles sempre consideram o produto como de ótima qualidade”, frisou.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink