ADM concede férias coletivas para 250 funcionários em MS

Agronegócio

ADM concede férias coletivas para 250 funcionários em MS

A unidade tem capacidade para processar 1,3 mil toneladas de soja por dia
Por:
5 acessos

A ADM do Brasil concedeu ontem férias coletivas aos 250 funcionários da unidade de processamento de soja, refino e envase de óleo de soja localizada em Campo Grande (MS). A unidade tem capacidade para processar 1,3 mil toneladas de soja por dia. A decisão, segundo nota enviada ontem pela direção da multinacional, foi motivada "por razões de ordens econômica e tributária que têm afetado fortemente a competitividade da unidade, particularmente, quando comparada a operações de outros estados".

A paralisação da ADM estaria relacionada ao fato de o Governo ter elevado em janeiro a cota que as exportadoras de grãos precisam destinar ao mercado interno em proporção às exportações. A medida foi tomada visando reduzir as perdas com a Lei Kandir, que isenta de ICMS os produtos primários ou semi-elaborados destinados à exportação. O governador André Puccinelli disse ontem, durante evento na Uniderp, que não pretende mudar o tratamento fiscal dado à ADM. Ele alegou que as outras empresas conseguem se manter no Estado com o mesmo tratamento e por isso nada vai mudar.

O governador disse também que a multinacional já recebeu incentivos fiscais para se instalar na Capital e que estes permanecerão.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink