Advogado é cotado para assumir florestas plantadas no MAPA

Agronegócio

Advogado é cotado para assumir florestas plantadas no MAPA

Aldo de Cresci é um dos nomes já comentados nos bastidores
Por:
1446 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Aldo de Cresci é um dos nomes já comentados nos bastidores. Estrutura, no entanto, ainda está sem definição

A recente definição do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como órgão responsável pela gestão das políticas para a indústria brasileira de árvores (setor florestal) deixou a expectativa para os próximos passos.

O ministro da pasta, Neri Geller, teria determinado aos seus técnicos a estruturação de uma área específica para tratar do tema. Não se sabe ainda quais ações de fomento ou de que forma o organograma será definido. Contudo, nos bastidores, alguns nomes já estão sendo cotados para assumir um possível cargo de secretário ou diretor da área.

Um deles é o do advogado Aldo de Cresci Neto, especialista na área. De Cresci atuou diretamente como colaborador na redação das propostas do anteprojeto de lei da Política Nacional de Florestas Plantadas e também do anteprojeto de lei da Cédula de Crédito Florestal (CCF), ao lado de Fernando Castanheira da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

Membro do Conselho do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para assuntos florestais no Brasil, De Cresci também é presidente da Comissão de Direitor Florestal do MDA - Movimento de Defesa da Advocacia.

Procurado pela reportagem do Painel Florestal, Aldo De Cresci não foi encontrado. Segundo sua assessoria ele estaria em viagem de negócios.

O presidente da Câmara Setorial de Florestas Plantadas, o empresário Luiz Calvo Ramires Júnior informou que a estruturação da área deve ser discutida na reunião marcada para o próximo dia 30 de julho em Brasília.
 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink