Ageflor quer licença ambiental ágil
CI
Agronegócio

Ageflor quer licença ambiental ágil

"Hoje, para plantar 2 hectares ou mil hectares é preciso passar pela mesma burocracia. Isso afasta investidores do Estado"
Por:

A desburocratização do licenciamento ambiental e a efetivação do zoneamento ecológico econômico do Rio Grande do Sul são prioridades da nova gestão de Leonel Menezes à frente da Ageflor. Reeleito para o biênio 2012-2013, ele diz que a entidade já trabalha com a Secretaria do Meio Ambiente na elaboração de um processo de certificação mais simplificado. "Hoje, para plantar 2 hectares ou mil hectares é preciso passar pela mesma burocracia. Isso afasta investidores do Estado." A entidade prevê também a confecção de um plano de longo prazo para o setor, para levantar as potencialidades da floresta no RS. Menezes diz que além do uso para celulose, é preciso pensar na demanda para energia e construção civil.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.