Agenda Parlamentar da Suinocultura é lançada em Brasília
CI
Agronegócio

Agenda Parlamentar da Suinocultura é lançada em Brasília

Senadora Ana Amélia (PP-RS) prestigiou evento
Por:
A senadora Ana Amélia (PP-RS) renovou o apoio à suinocultura brasileira ao participar do lançamento da Agenda Legislativa do setor, quarta-feira (20), em evento realizado em Brasília. A reunião foi promovida pela Frente Parlamentar em Defesa da Suinocultura e pela Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS).
 
- É um setor muito importante para a economia do nosso país. Gera empregos, tecnologia, genética e outros avanços. Os suinocultores podem continuar contando com o meu apoio irrestrito no Senado – disse Ana Amélia.
 
No ano passado, numa das crises mais graves enfrentadas pelo setor, a senadora gaúcha promoveu audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, que reuniu mais de mil criadores de suínos no Senado Federal. Na ocasião, foram anunciadas algumas medidas de socorro pelo Ministério da Agricultura.
 
- Produtores chegaram às lágrimas em Brasília pela situação literalmente desesperadora. Mas a união de mais de mil criadores mostrou a força do setor e devemos manter esse esforço coletivo – acrescentou a parlamentar.
 
Entre as principais reivindicações da Agenda Legislativa do setor está a aprovação no Congresso Nacional do projeto de lei (PLS 330/2011), de autoria da senadora Ana Amélia. A iniciativa prevê a criação de um marco regulatório para a cadeia produtiva da integração agropecuária. O projeto foi aprovado em dezembro na Comissão de Agricultura (CRA) e aguarda apreciação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.
 
- Nosso objetivo com esse projeto é garantir equilíbrio e segurança jurídica na relação entre a indústria e o produtor. Estamos trabalhando imensamente para aprovar essa matéria o mais rápido possível – disse a senadora.
 
Ana Amélia também informou que manteve contato com o embaixador brasileiro na China, Valdemar Carneiro Leão Neto, para tratar de ações para que o País possa superar as restrições sanitárias impostas pelos asiáticos e garantir a exportação de carne suína. A China consome, por ano, segundo o embaixador, 50 milhões de toneladas de carne de porco.
 
O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, destacou a maior representatividade obtida pelo setor e o crescente apoio político desde o ano passado, quando foi criada a Frente Parlamentar. Esse trabalho em conjunto, segundo ele, tem sido importante para ajudar a divulgar a importância do setor para o País.
 
O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Suinocultura, deputado federal Vilson Covatti (PP-RS), destacou que o objetivo da agenda é buscar apoio político para aprovação dos principais projetos de lei em tramitação no Congresso que visam beneficiar o setor, bem como pressionar o governo federal pelo atendimento de demandas da cadeia.
 
- Entre nossas principais reivindicações, estão a instituição de uma política de garantia de preço mínimo, investimentos em sanidade animal e garantias de abastecimento de milho para os criadores – disse Covatti.
 
O ministro da Agricultura, Antônio Andrade, também participou do evento e garantiu apoio ao setor. O senador Waldemir Moka (PMDB-MS), além de deputados e lideranças dos suinocultores, entre eles o presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Valdecir Folador, também participaram do evento no CTG Jayme Caetano Braun.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.