Agricultores brasileiros participam da Biofach na Alemanha
CI
Agronegócio

Agricultores brasileiros participam da Biofach na Alemanha

O Ministério do Desenvolvimento Agrário levará para a feira 13 empreendimentos familiares que produzem orgânicos
Por:

Começa na próxima quinta-feira (15-02) e vai até o dia 18 mais uma edição da Biofach, feira de negócios do setor orgânico internacional, que acontece na cidade de Nuremberg, na Alemanha. O evento estima a participação de mais de 37 mil visitantes e pela quinta vez recebe o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que por meio da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF) levará este ano para a feira 13 empreendimentos familiares que produzem orgânicos.

Para o coordenador-geral de Planejamento e Implementação de Projeto em Agroindústria da SAF/MDA, José Batista, a participação desses agricultores é importante, pois é a oportunidade para consolidar negócios entre aqueles que foram no ano passado e de abrir as portas para os novos participantes.

Conforme explica Batista, os agricultores foram selecionados a partir de critérios como: ter produtos com certificado internacional, capacidade de exportação e qualidade. Para este ano, os participantes levarão produtos como doce e geléia de umbu, suco de tangerina, óleo orgânico de coco de babaçu, acerola, cajuína, essências, chás, café e mel orgânico, cachaças branca e envelhecida, soja in natura, polpa de açaí e cacau seco, entre outros.

Segundo os agricultores familiares que foram a Nuremberg em 2006, os resultados da vitrine de negócios do setor orgânico internacional totalizaram aproximadamente US$ 843 mil durante a feira. Além dos US$ 2 milhões atingidos em negócios posteriores ao evento.

De acordo a Agência de Promoção das Exportações do Brasil (Apex-Brasil), o País é responsável por movimentar US$ 100 milhões no mercado mundial de orgânicos e é o segundo maior produtor, só perdendo para a Austrália. Segundo o Mapa, dos 20 mil agricultores orgânicos no Brasil, 70% estão na agricultura familiar.

Nas feiras orgânicas, movimentava-se em torno de R$ 1 milhão por ano em cidades como Porto Alegre (RS), Curitiba e Londrina (PR), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF). As informações são da assessoria de imprensa do MDA.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink