Agricultores do Ceará investem na plantação de pinhão-manso
CI
Agronegócio

Agricultores do Ceará investem na plantação de pinhão-manso

Agricultores familiares e assentados no sertão cearense estão iniciando o plantio de 300 hectares da oleaginosa
Por:

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará e a Petrobrás já começaram a distribuição de 700 quilos de sementes da cultura adquiridos junto à empresa Rural Biodiesel S/A, de Eldorado (MS). O plantio das lavouras começou neste mês de fevereiro e deve terminar no final de março, período das chuvas no sertão cearense.

Contando com o apoio da Emater/Ceará e das prefeituras municipais da região de Quixadá, a meta desta primeira etapa é beneficiar 300 famílias de pequenos agricultores em 27 assentamentos e comunidades de agricultura familiar.

Cada família beneficiada vai receber sementes, assistência técnica e ajuda financeira para instalação da uma lavoura de pinhão-manso de aproximadamente um hectare. O objetivo do Governo do Ceará e da Petrobrás, segundo o coordenador de agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado, Manuel Itamar Lemos Marques, é comparar a cultura com outras oleaginosas como mamona, gergelim, girassol e algodão.

As demais culturas também terão cerca de 300 hectares de lavouras plantadas pelos agricultores na região. De acordo com Itamar Lemos, a Petrobrás está construindo uma usina de biodiesel na cidade de Quixadá, na região do Sertão Central do Estado, que através de um projeto de inclusão social e econômica de pequenos agricultores e assentados, desenvolvido pelo governo, irão produzir oleaginosos para vender à Petrobrás. Para isso, as várias culturas serão testadas a fim de saber qual delas irá se adaptar melhor e ser mais produtiva econômica na região.

O pinhão-manso é uma planta nativa das Américas, adapta-se muito bem aos solos de alta ou baixa fertilidade, do clima quente ao frio e em regiões de alto a baixo volume de chuvas. É perene, de baixo custo de manutenção, produz até seis toneladas de grãos por hectare com cerca de 38% de óleo e com grande qualidade para a produção do biodiesel. As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink