Agricultores familiares da BA ganham laboratório para análise do solo
CI
Agronegócio

Agricultores familiares da BA ganham laboratório para análise do solo

Governo do Estado investiu R$ 329 mil
Por:

Um laboratório de análise do solo é a nova ferramenta dos agricultores familiares da cidade de Presidente Tancredo Neves para aumentar a produção. O novo serviço foi instalado no Centro Vocacional Tecnológico Territorial (CVTT), na zona rural do município, onde foi inaugurado, sábado (17), pelo secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação, Feliciano Monteiro.

O investimento de R$ 329 mil, feito pelo Governo do Estado, equipou o laboratório com máquinas que permitem conhecer em detalhes as características de qualquer terreno e, também, a qualidade da água disponível. Segundo o secretário, a iniciativa beneficia pequenos produtores de, pelo menos, cinco municípios da região.

"Queremos que cada território de identidade tenha independência na sua produção. Aqui será possível fazer a análise sem precisar ir longe, nem esperar muito. Isso proporcionará um ganho na produtividade local", afirmou Monteiro.

O técnico em laboratório Tibúrcio Neto explica que a análise do solo "mostra exatamente qual o melhor adubo e que quantidade deve ser aplicada. Com a dose certa, o aumento da safra é garantido. Uma dose errada pode até comprometer. É como levar uma pessoa ao médico para saber como está a saúde e que remédio ela deve tomar."

Capacitação – O CVTT, onde fica o laboratório, é um centro de formação em técnica agrícola associada ao ensino médio, financiado pela Fundação Odebrecht. O espaço possui salas de aula, auditório, alojamento e, agora, o laboratório equipado pelo Governo do Estado para que jovens da região sejam capacitados e aumentem a produção. Nesta fase, 90 estudantes vão participar das atividades.

Faltando pouco tempo para concluir a formação, o aluno do CVTT Arisson Neto já aplica o que aprendeu na roça da família. No último ano, a produção subiu de 10 para 25 toneladas de mandioca.

"Quando cheguei com as novidades, todos me olharam desconfiados. Eles aprenderam a vida inteira a fazer de uma forma e eu dizia que podia ser melhor. Hoje, todos reconhecem os avanços que estamos conseguindo", comemorou.

Entorno – Os laboratórios também vão servir à população. A comunidade do entorno terá acesso aos serviços por um valor de custo.

A produção de farinha de mandioca que abastece grandes redes de supermercados da Bahia também será beneficiada pelos equipamentos e serviços. O local já conta com o maior campo de experiências de produtividade de mandioca, em parceria com a Secretaria estadual da Agricultura (Seagri) e da Embrapa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.