Agricultores familiares do PR terão verbas do BNDES

Agronegócio

Agricultores familiares do PR terão verbas do BNDES

Os recursos serão repassados ao Sistema Cresol de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária
Por:
10 acessos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai participar pela primeira vez de financiamentos de custeio para a agricultura familiar, e os recursos serão repassados diretamente ao Sistema Cresol, de cooperativas de crédito rural.

O secretário da Agricultura e do Abastecimento Valter Bianchini esteve nessa segunda-feira (25-06) na solenidade de assinatura e liberação de R$ 5 milhões em recursos de custeio da safra pelo BNDES. O evento reuniu cerca de 500 agricultores familiares no restaurante Madalosso, em Curitiba.

O ato marcou o início da operação do BNDES no financiamento do custeio da safra para a Agricultura Familiar. Os recursos, destinados ao final do custeio da safra 2006/2007, serão repassados ao Sistema Cresol de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária, que já tem parceria com o BNDES desde 1997, no financiamento de investimentos.

Para Bianchini, a operação de custeio direta com o BNDEs representa autonomia do Sistema Cresol e vai facilitar a operação junto aos agricultores familiares, que terão mais acesso ao crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Outra vantagem, apontada pelo secretário, é que essas operações fortalecem a relação com o banco de desenvolvimento que é o representante mais próximo do governo federal na aplicação de recursos.

Segundo o secretário, esse ato de liberação de recursos é histórico e importante. “Sabemos que essa caminhada do Sistema Cresol tem contribuído com o fortalecimento da Agricultura Familiar e hoje está dando mais um salto importante que é a parceria com o BNDES”. De acordo com Bianchini, o Sistema Cresol atua em áreas esquecidas de linha de crédito para os pequenos agricultores Familiares. “Queremos ver semeados Cresóis nos municípios e consolidar um novo retrato para a área rural do Estado”, afirmou.

Sistema Cresol - O Sistema Cresol opera com cerca de 55 cooperativas de crédito no Paraná e outras 70 unidades em Santa Catarina. A expectativa para o ano-safra 2007/2008, que se inicia em julho, é aplicar quase R$ 100 milhões em recursos do BNDEs para o financiamento da safra. Desse total, R$ 50 milhões serão destinados ao custeio e outros R$ 40 milhões para investimentos, devendo beneficiar de cinco a oito mil agricultores diretamente, informou Flávio Marcos da Silva, diretor-financeiro da Central Cresol-Baser.

Silva explicou que a operação de custeio, via BNDEs, elimina a intermediação do sistema financeiro e torna o caminho mais curto para o acesso ao crédito. Com isso, os agricultores familiares serão beneficiados com o financiamento de atividades diferenciadas em cada região. “Com o sistema atual, os bancos seguem uma planilha de aplicação muito congelada, construída em Brasília para todo o País que não contempla atividades particulares nas regiões”, justificou o diretor do Sistema Cresol.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink