Agricultura familiar do Espíriro Santo recebe mais de R$ 2 milhões para novos contratos

Agronegócio

Agricultura familiar do Espíriro Santo recebe mais de R$ 2 milhões para novos contratos

Dos nove projetos contratados, dois são de associações formadas exclusivamente por mulheres
Por:
311 acessos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está investindo R$ 2,56 milhões na compra da produção de 344 agricultores familiares do Espírito Santo por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os nove contratos, na modalidade Compra com Doação Simultânea, preveem o fornecimento de 1,4 t de alimentos à rede socioassistencial, beneficiando 10 mil pessoas atendidas por creches, asilos e outras instituições em todo o estado.

Os agricultores contemplados são vinculados a associações e cooperativas dos municípios de Águia Branca, Boa Esperança, Colatina, Ecoporanga, Jerônimo Monteiro, Pedro Canário, Pinheiros e Vila Pavão. Eles fornecerão os seguintes produtos como abacate, abacaxi, abóbora, abobrinha, acerola, alface, almeirão, banana, batata-doce, beterraba, biscoito, bolo, broa, brócolis, berinjela, cajá, caju, cebolinha, cenoura, dentre outros.

Dos nove projetos contratados, dois são de associações formadas exclusivamente por mulheres. Entre os fornecedores há também uma associação que só produz alimentos orgânicos e outra de assentados da reforma agrária. Esses agricultores fazem parte do público prioritário do PAA.

A distribuição dos recursos segue critérios definidos nos normativos do programa. Segundo determinado pelo grupo gestor, 45% se destina aos chamados públicos prioritários – 5% para produtores de orgânicos, 15% para povos e comunidades tradicionais e 25% para assentados da reforma agrária. Os 55% restantes são direcionados às demais propostas da agricultura familiar. Todos os projetos devem respeitar o mínimo de 40% de mulheres. Havendo propostas de grupos formados somente por mulheres rurais, elas terão prioridade sobre as demais, ocasionando uma redistribuição da receita.

Executado em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, o PAA oferece aos pequenos agricultores garantia de compra de sua produção por preços remuneradores, gerando renda e inclusão social no meio rural.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink