Agricultura familiar é destaque no IV Festival do Umbu na BA
CI
Agronegócio

Agricultura familiar é destaque no IV Festival do Umbu na BA

Cerca de duas mil pessoas assistiram atentamente à abertura oficial da IV edição do Festival Regional do Umbu
Por:
Cerca de duas mil pessoas assistiram atentamente à abertura oficial da IV edição do Festival Regional do Umbu, que termina neste domingo (26), na praça principal do município de Uauá (BA). O evento, organizado pela Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaça (Coopercuc), contou com participação do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Afonso Florence, e do presidente da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), Elionaldo Teles.


O ministro Afonso Florence exaltou a importância das políticas públicas para o semiárido brasileiro e ratificou ser essa a melhor opção para o fortalecimento das sociedades civis, sejam elas urbanas ou rurais. “Esse festival é uma excelente forma de demonstração da força da agricultura familiar no semiárido. Nossa missão é intensificar cada vez mais o aumento do consumo dos produtos da agricultura familiar. Para tanto, já foi determinado que 30% dos alimentos comercializados pelas prefeituras devem ser adquiridos da agricultura familiar”, destacou.

Florence ainda salientou que, de cada dez produtos consumidos por brasileiros em suas cidades, sete são oriundos da agricultura familiar. “Com alto potencial consumidor como esse, é fundamental aperfeiçoar ainda mais a produção. O reflexo será imediato, com a agregação de valores aos produtos. Fiquei muito feliz em ver que os cooperativados de umbu de Uauá já assimilaram e colocaram em prática essa ideia, concluiu.


Já o presidente da EBDA, Elionaldo Teles, assumiu junto aos produtores de umbu da região o compromisso em fornecer cerca de dez mil mudas de umbu gigante, que serão produzidos na estação experimental da empresa. “Atualmente, a EBDA produz cerca de três mil mudas da fruta, mas nosso potencial pode atingir o ápice de 20 mil mudas/ano, e metade desses números serão disponibilizados à região de Uauá, tudo isso visando, além de melhorar a renda dos cooperativados, preservar e reflorestar a caatinga”, afirmou Teles.

A região de Uauá possui atualmente 200 famílias em 20 comunidades envolvidas na produção de doces, sucos, geléias, compotas e polpas de umbu, goiaba, manga e maracujá. O destaque são os doces de umbu, fruta suculenta típica do semiárido, rica em sais minerais e vitaminas.


A região produz atualmente 30 toneladas da fruta por ano, sendo que apenas 0.3% desse montante está sendo processado. A Coopercuc já produz cerca de 200 toneladas/ano de doces de umbu, atendendo ao mercado interno e externo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.