Agricultura volta a discutir crise no setor leiteiro

Agronegócio

Agricultura volta a discutir crise no setor leiteiro

Nos últimos anos, o tema tem sido discutido com frequência no colegiado. A não resolução do problema preocupa os parlamentares
Por: -Janice
344 acessos

A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados (Capadr) discute, nesta terça-feira, 11, recentes aumentos nos preços dos produtos lácteos cobrados ao consumidor. O encontro foi proposto pelos deputados mineiros Antônio Andrade (PMDB) e Vitor Penido (DEM), que cobram a existência de uma política de preços que garanta ao pecuarista pagar os custos da produção. Nos últimos anos, o tema tem sido discutido com frequência no colegiado. A não resolução do problema preocupa os parlamentares.

Penido aponta um comportamento assimétrico dos preços. Segundo o parlamentar, a escassez de oferta provoca um aumento nos preços repassados ao consumidor de até 100% e esse quadro não se reverte diante do aumento da oferta. Já os produtores recebem apenas 10% a mais nos períodos de escassez e perdem 20% nas épocas de aumento de oferta. Cada litro de leite custa cerca de R$ 0,80 ao pecuarista, que hoje recebe R$ 0,75. Já o consumidor paga quase R$ 3,00.

O presidente da Capadr, deputado Fábio Souto (DEM/BA), afirma que esse comportamento da indústria e do comércio é incompreensível. Além de prejudicar o produtor primário, que não consegue ao menos custear a produção e perde renda, afeta em cheio os consumidores, que podem deixar de comprar o produto. “Se a população não consumir, o preço do leite pago ao pecuarista vai cair ainda mais, o que vai inviabilizar a atividade. Temos que equilibrar essa balança e não prejudicar nenhuma das partes”, destaca.

O seminário será realizado no plenário 6 do Anexo II da Câmara Federal, a partir das 14h30. Entre os expositores estão representantes do Ministério da Agricultura, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul, entre outros.

As informações são da assessoria de imprensa da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados (Capadr).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink