Agrishow tem bancos e ‘BNDES paulista’
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Agrishow tem bancos e ‘BNDES paulista’

Máquinas de porte variados são financiadas pelos bancos
Por:
2160 acessos
Instituições financeiras vão operar na Agrishow as novas taxas de juros de linhas como as do PSI
Bradesco, Banco do Brasil, Santander e a Agência de Fomento Paulista (AFP) estão entre as instituições financeiras presentes na Agrishow 2012 com opções de crédito para pequenos, médios e grandes produtores rurais.

Bradesco

Presente com estande promocional e de prestação de serviços, o Bradesco contará com cerca de 100 colaboradores. O Banco oferecerá linhas como a de financiamento Finame, com recursos do BNDES, para aquisição ou produção de máquinas e equipamentos novos.

Banco do Brasil

Tradicional expositor da Agrishow, o Banco também vai operar as linhas com recursos do BNDES, como as do PSI, além de operar linhas como as que integram o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), que prevê integração de culturas, investimento de até R$ 1 milhão por projeto e taxa de juros de 5,5% por ano.

Santander

Em estande multifuncional, semelhante a uma agência, o Santander irá atender clientes e não clientes durante a Agrishow. O banco vai oferece consultoria aos produtores rurais para que possam escolher a linha de crédito mais adequada para o seu negócio.

Entre as opções de crédito, as linhas de repasse do BNDES são as principais alavancas de negócios.

Agência de Fomento

Conhecida como BNDES paulista, a Agência de Fomento Paulista (AFP) atenderá em espaço no estande da Secretaria estadual da Agricultura. Todas as linhas de financiamento da instituição tiveram redução de um ponto percentual no juro anual. Com isso, a menor taxa da Agência caiu de 0,49% para 0,41% ao mês (+IPC/FIPE, variação de preços ao consumidor).

Além da baixa dos juros, outras condições são prazo de até 10 anos, carência máxima de 24 meses e financiamento de até 100% do projeto apresentado.

Durante a feira, o gerente de negócios da Agência de Fomento Paulista, Eduardo Saggiorato, atenderá os interessados em obter informações sobre as linhas de crédito. Com linhas de financiamento próprias, a Agência atende empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink