Agrodefesa/GO abre concurso para 320 cargos de fiscal estadual agropecuário
CI
Agronegócio

Agrodefesa/GO abre concurso para 320 cargos de fiscal estadual agropecuário

São oferecidas vagas para 200 médicos veterinários e 120 engenheiros agrônomos, outros 30 cargos de técnicos agropecuários, além de 46 vagas destinadas à formação de reserva técnica
Por: -Janice

O governador Alcides Rodrigues anunciou nessa quinta-feira concurso público da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) para preenchimento de 320 cargos de fiscal estadual agropecuário, sendo 200 médicos veterinários e 120 engenheiros agrônomos, outros 30 cargos de técnicos agropecuários, além de 46 vagas destinadas à formação de reserva técnica. Entre as 46, 29 são para médicos veterinários, 17 para engenheiros agrônomos e quatro técnicos agropecuários.

A informação foi dada durante anúncio de pacote de medidas que visam fortalecer o setor produtivo goiano. Estavam presentes o secretário da Fazenda, Jorcelino José Braga, e o presidente da Agrodefesa, Maurício de Faria, entre outras autoridades do setor agropecuário. Segundo Jorcelino Braga, a previsão é de que o concurso seja realizado o mais rápido possível. A nomeação dos aprovados no concurso está condicionada à recisão de 143 contratos temporários para a mesma função e à exoneração de 146 dos servidores titulares de cargos comissionados da Agrodefesa.

O anúncio faz parte de um pacote que visa fortalecer o setor produtivo goiano. O conjunto de medidas inclui ainda a unificação dos dados do rebanho goiano, hoje distribuídos entre a Secretaria da Fazenda e a Agrodefesa, e a informatização da Agência. "O controle fiscal, feito pela Fazenda, e o sanitário, sob a responsabilidade da Agrodefesa, ficará em um único cadastro e não separado em dois órgãos, como é hoje", explica Maurício de Faria. "Este alinhamento na área pecuária vai facilitar a atualização dos dados cadastrais", completou.

Para Jorcelino Braga, a unificação das informações faz com que haja eficiência no serviço. "Estamos pensando o Estado como um só, como um só corpo", explicou. O governador Alcides Rodrigues lembrou que o pacote de medidas vai facilitar a relação do produtor com o governo. "Com a unificação e a informatização, haverá agilidade na emissão de documentos necessários para a comercialização e trânsito agropecuário", afirmou.

Maurício de Faria lembrou ainda o início da campanha de vacinação contra aftosa. A campanha começa dia 1º de novembro e vai durar 30 dias. Quem não vacinar seu gado paga uma multa de R$ 7 por cabeça e, em caso de reincidência, R$ 14 por cabeça, além do risco de interdição da propriedade. Em Goiás há 20 milhões de cabeças de gado. O rebanho é o terceiro maior do País, atrás de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Goiás (SEAGRO).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.