Agrodefesa/GO alerta para risco do geminivírus para o tomateiro
CI
Agronegócio

Agrodefesa/GO alerta para risco do geminivírus para o tomateiro

Além do calendário de transplantio, é muito importante que o produtor fique atento a outras medidas de caráter obrigatório
Por:
A Agrodefesa/GO reafirma a necessidade dos envolvidos na cadeia produtiva do tomate cumprirem as medidas obrigatórias para a prevenção e controle da mosca branca e do geminivírus. De acordo com a Instrução Normativa Estadual nº 006/2011, são obrigatórios a produção de mudas em viveiros devidamente equipados; e o respeito a data de transplantio (01/02 a 30/06) pelos produtores de tomate rasteiro e também pelos de tomate tutorado nos municípios de Morrinhos, Itaberaí, Turvânia, Cristalina, Luziânia, Silvânia, Orizona, Vianópolis, Palmeiras de Goiás, Piracanjuba e Goianésia.


Além do calendário de transplantio, é muito importante que o produtor fique atento a outras medidas de caráter obrigatório, como o cadastramento das lavouras de tomate até 15 dias após o transplantio pelo site www.agrodefesa.go.gov.br, e a eliminação com eficiência e rapidez dos restos culturais até 10 dias após a colheita de cada talhão.

Procedimento
Segundo o coordenador Programa de Prevenção e Controle de Pragas na Cultura do Tomate, Samuel Esteves Pereira, caso o produtor tenha dificuldades de acessar o site da Agrodefesa para efetuar o cadastramento, pode comparecer a qualquer um dos escritórios da Agência para realização do procedimento com o auxílio dos fiscais agropecuários.


Quanto aos agrotóxicos, a Agrodefesa alerta sobre as principais exigências para o uso correto dessas substâncias, como a utilização somente de agrotóxicos registrados no Ministério da Agricultura e cadastrados na Agência; respeito ao período de carência (período compreendido entre a aplicação do produto e a colheita); e utilização do equipamento de proteção individual (EPI) durante as aplicações de produtos fitossanitários. Todas essas medidas, se seguidas corretamente, podem garantir o bom desenvolvimento das lavouras e evitar prejuízos para o setor.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.