Agroecologia na Gentilândia/CE
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Agroecologia na Gentilândia/CE

Agricultores familiares encontraram na feira uma alternativa para a sobrevivência
Por:
416 acessos

Cerca 40 agricultores familiares do Maciço de Baturité (CE) encontraram na feira uma alternativa para a sobrevivência

Café pilado, pimenta, banana, hortaliças sem agrotóxicos, ovo de galinha caipira, mel de abelha, doces de fruta, arroz integral. Já imaginou encontrar tudo isso em uma praça e comprar diretamente do produtor? A feira Agroecológica acontece quinzenalmente, aos sábados, das 7 às 14 horas, na Praça da Gentilândia e ocorreu excepcionalmente ontem, durante o encerramento da Semana de Arte Urbana do Benfica.

A feira é organizada pelo Grupo de Consumidores Responsáveis do Benfica, juntamente com 40 produtores das bases de serviço e comercialização da agricultura familiar do Maciço de Baturité. Eles garantem que todos os produtos vendidos na feira possuem um manejo diferenciado, livre de produtos tóxicos e além disso, com preço acessível aos consumidores.

Para Fernanda Rodrigues, diretora da Associação Civil Alternativa Terra Azul, o objetivo da feira é mostrar outra opção de consumo para a população de Fortaleza. "Aqui é possível saber de onde o produto vem, como ele é produzido. Essa feira traz benefícios não só para a saúde, mas para o meio ambiente e ainda gera renda para os pequenos produtores", frisa.

O coordenador da Base de Serviço e Comercialização de Baturité, Marcos Arruda, explica que a feira surgiu da necessidade de produtores e consumidores. Ele diz que a população já está aberta a consumir produtos saudáveis. Tanto é que ele vende na feira mais de R$ 2 mil em uma manhã.

A dona-de-casa Zélia Peixoto, 62 anos, mora no bairro e pela primeira vez visitou a feira. Logo que chegou, teve uma surpresa ao ver um produto que antes só havia consumido na infância: o café pilado artesanalmente. "Esse café não tem agrotóxico. Lembro que minha mãe fazia isso em casa, era muito gostoso, além disso, faz muito bem à saúde", afirmou.

A professora de Saúde Coletiva do Curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Rocineide Ferreira, destaca que muitas doenças da atualidade, são provenientes de alimentos. Segundo ela, os hábitos saudáveis devem iniciar desde a plantação e produção, até chegar à mesa. Ressalta que os alimentos têm o tempo ideal para o desenvolvimento e isso deve ser respeitado.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink