Agronegócio já registra prejuízos

Imagem: Pixabay

CORONAVÍRUS

Agronegócio já registra prejuízos

Problemas com escoamento e a alta dos insumos pode reduzir a rentabilidade do produtor e ampliar o endividamento
Por: -Aline Merladete
454 acessos

Assim como outros setores, o agronegócio já registra prejuízos. Na última semana do mês de março houve queda nas exportações de frutas devido ao cancelamento de grande parte dos voos internacionais. De acordo com Bernardo Fabiani, CTO da TerraMagna, alguns produtores já começam a registrar um prejuízo e dificilmente as exportações de frutas de 2020 chegarão aos 980 milhões de toneladas, conforme aconteceu no ano passado, segundo dados da Abrafrutas. 

Os riscos para os financiadores também são altos. Com a queda de preço, os problemas com escoamento e a alta dos insumos pode reduzir a rentabilidade do produtor e ampliar o endividamento. Com isso, a inadimplência pode se fortalecer a partir de maio. Grande parte dos vencimentos da soja de verão, por exemplo, principalmente daqueles credores mais distantes, como bancos e indústrias, são para maio. Ou seja, a inadimplência que já é crescente poderá se agravar daqui a cerca de um mês. 

Fabiani, ainda ressalta o impacto no agronegócio em relação ao preço de commodities. "Do ponto de vista de preço de commodity, todo produtor que prefixou pode entender que "deixou dinheiro na mesa". É fator conhecido na inadimplência a alta da commodity, visto que o produtor que não entregar o produto pelo preço prefixado conseguirá uma margem substancialmente maior no mercado spot", ressalta.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink