Agrotecno Leite 2012 é aberta em Passo Fundo
CI
Agronegócio

Agrotecno Leite 2012 é aberta em Passo Fundo

O presidente da feira, Ari Rosso, destacou a importância da atividade leiteira, em virtude da necessidade de aumentar a produção de alimentos
Por:
Teve início nesta quarta-feira (26-09), em Passo Fundo, a sexta edição da Agrotecno Leite, evento multissetorial que busca trazer o que de mais recente existe na pesquisa e tecnologia empregada na cadeia leiteira, abrindo espaço para a socialização do conhecimento, diálogo entre produtores e articulação de grandes negócios. A abertura oficial ocorreu na manhã desta quarta-feira (26-09), com a presença do secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan; do presidente da Emater/RS, Lino De David; do presidente da feira, Ari Rosso, e diversas autoridades e lideranças. A Agrotecno Leite prossegue até o dia 28 de setembro, no Centro de Eventos e nos Campos Experimentais da Universidade de Passo Fundo.


O presidente da feira, Ari Rosso, destacou a importância da atividade leiteira, em virtude da necessidade de aumentar a produção de alimentos. “O maior desafio da próxima década será o combate à fome, por causa do aumento populacional e do aumento do poder aquisitivo dos países emergentes. Há estudos que indicam que o mundo precisará elevar em 25% a produção de alimentos e o Brasil, em 40%”, disse.

Rosso também destacou que, a cada edição, a feira se fortalece no propósito de levar a tecnologia e a pesquisa até o produtor. Entre as novidades deste ano, o presidente da feira citou o concurso leiteiro e a estação de campo sobre irrigação. Haverá ainda, nesta edição, o Projeto Beba Leite, a mostra e comercialização de animais - com a participação de 120 animais -, além de palestras, exposições e estações técnicas.

“Estar em um evento com este formato me agrada, sendo realizado dentro de uma universidade, produzindo conhecimento da vida real”, disse o secretário da SDR, Ivar Pavan. Segundo ele, é importante avançar no processo do modelo de produção e o adequar para que seja uma produção sustentável no que diz respeito à renda do produtor; ao meio ambiente e à parte social, pois se não estiver contemplado o modo de vida do produtor, este não ficará no campo. “O produtor precisa ser parte no debate”, salientou.


Para o presidente da Emater/RS, Lino De David, é necessário reforçar o trabalho em parceria que é demonstrado na feira. “Aqui temos a iniciativa privada, órgãos públicos, pesquisa, extensão, ensino, indústria e comércio unidos para a realização do evento”, destacou De Davi, frisando que a cadeia do leite está entre as que mais geram empregos no Rio Grande do Sul. O presidente da Emater/RS também ressaltou a importância que a Agrotecno Leite tem em articular a tecnologia e o conhecimento, para que cheguem ao produtor, visando aumentar a eficiência na produção. De David ainda reforçou que o setor precisa evoluir tecnicamente, sem ficar dependente de insumos e commodities. “Temos espaço para evoluir em quantidade e em qualidade”, acrescentou. Segundo o presidente, a Emater/RS-Ascar assiste a 30 mil famílias produtoras de leite e, neste ano, 16 mil famílias serão capacitadas.

O prefeito de Passo Fundo, Airton Lângaro Dipp, disse que, desde a primeira edição, acreditou no sucesso do evento. “Com a presença da universidade, da Embrapa, da Emater e da Cotrijal, era impossível que não desse certo”, falou, parabenizando os organizadores. Na mesma linha, o reitor da UPF, José Carlos Carles de Souza, disse do orgulho da instituição em ser parceira de eventos como esse. “Agradecemos a confiança depositada na UPF e somos parceiros para as próximas edições”, finalizou.

A Agrotecno Leite é promovida pela UPF, Sicredi, Emater/RS-Ascar, Cotrijal, Embrapa Trigo, RBSTV, Fundação Pró-Sementes, Instituto para o Desenvolvimento de passo Fundo, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Prefeitura de Passo Fundo, Sebrae e Senar Farsul. Também estiveram presentes na abertura o presidente da Cotrijal, Nei Mânica; o chefe geral da Embrapa Trigo, Sérgio Dotto, o representante do Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento, Francisco Guerra, o deputado estadual, Diógenes Basegio, entre outras lideranças.


A Agrotecno Leite reúne estações técnicas de campo, palestras, exposição de máquina e equipamento, transferência de conhecimento, ou seja, fazendo com o que é desenvolvido em laboratórios, centros de pesquisas, salas de projetos, unidades industriais, por exemplo, chegue ao galpão, à propriedade de quem lida com o rebanho leiteiro e seja colocado em prática.

Emater/RS-Ascar na Agrotecno Leite 2012
Nesta edição, a Emater/RS-Ascar conta com três estações de campo: criação e manejo da terneira; formação de pastagens perenes; e adequação ambiental das propriedades rurais. Além disso, há o estande institucional, dentro do pavilhão dos expositores.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink