AGROTEMPO: tempo seco predominca na região Centro-Oeste
CI
Imagem: Pixabay
PREVISÃO DO TEMPO

AGROTEMPO: tempo seco predominca na região Centro-Oeste

Para os próximos dias, as instabilidades mais significativas ficam ao Sul do Brasil com o avanço de uma frente fria
Por: -Aline Merladete

Seguindo o padrão dos últimos dias, a sexta-feira (25.03) deve manter as condições parecidas com o observado na quinta-feira. Ao sul do país, o sistema de instabilidades avança com potencial para severidade em algumas localidades. 

Bem como na faixa norte do Brasil, onde o posicionamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) contribui para a formação de temporais localmente fortes ao norte do nordeste. Ao mesmo tempo, a grande massa de ar seco associada a área de alta pressão nas camadas médias da atmosfera, impede a formação de nuvens carregadas em uma extensa faixa do interior do país. 

Para os próximos dias, as instabilidades mais significativas ficam ao Sul do Brasil por conta da formação de uma frente fria, assim, são esperados volumes de chuva significativos e temporais isolados no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no sul e oeste do Paraná. A tendência é que,  as condições de tempo instável em parte do norte do nordeste e de tempo mais ensolarado sem chuva em grande parte do sudeste do Brasil, além do interior da Bahia e parte de Goiás e do Mato Grosso do Sul. 

Saiba como será o tempo em cada região:

Região Norte

O padrão de circulação na região norte sofre poucas alterações se comparado à quinta-feira. Desta forma, o forte calor e a alta disponibilidade de umidade no ar são os ingredientes para a formação dos temporais em todos os estados da região. Os acumulados mais expressivos ficarão na grande região de Purus e Japurá, na faixa oeste do estado do AM e nas áreas próximas à Guamá, no nordeste Paraense por conta do posicionamento da ZCIT. Nas demais localidades da região norte, a condição é para temporais isolados, mas que podem ser localmente fortes, especialmente no período da tarde. 

Região Nordeste

Sob grande influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), a região norte do nordeste tem condições para chuvas fortes, que no decorrer do dia podem provocar acumulados expressivos. Esses temporais fortes podem ocorrer entre o norte do MA até o litoral da PB, porém os maiores acumulados ocorrerão entre o norte do PI e áreas vizinhas, sul do CE e oeste do RN, com condições para passarem dos 60 mm no decorrer do dia e fortes temporais em um curto período de tempo. Já em todo o estado da BA a condição é de tempo firme, devido à atuação da massa de ar seco e de chuvas fracas e passageiras entre SE, AL e PE.

Região Centro-Oeste

Boa parte dos estados da região, terão uma condição de tempo seco, sendo este padrão seco, observado também no comportamento das temperaturas e da baixa umidade relativa do ar. O sistema que provoca essa condição, é a alta pressão nos níveis médios da atmosfera, cerca de 5 km acima da superfície, o que acaba impedindo o desenvolvimento das nuvens carregadas. Assim, em todo o estado do MS, GO, DF e sul do MT esse será o padrão predominante, destaque para os baixos índices de umidade relativa e o forte calor no Bolsão Sul Matogrossense. Apesar desse tempo seco, ao norte do MT, há condições para chuvas, especialmente na região de Aripuanã, ao noroeste do estado, e os acumulados podem se aproximar dos 20 mm. 

Região Sudeste

Grande parte da região sudeste sofre a influência da atuação da massa de ar seco. No entanto, o forte calor e a disponibilidade de umidade no ar dão condições para a formação de temporais isolados, particularmente entre a tarde e a noite na região do vale do Paraíba Paulista, Sul de Minas e Sul Fluminense. Essa condição se estende para o interior do estado de SP, porém com menor intensidade no oeste. Entre o Triângulo Mineiro e norte de MG, não há condições para a formação de nuvens carregadas, mantendo o tempo firme e ensolarado. 

Região Sul

O avanço de um sistema frontal pelo sul da região, ganha força com o recebimento do ar quente e úmido transportado da região amazônica pelos Jatos de Baixos Níveis - correntes de vento a cerca de 2 km de atitude, conhecidos como rios voadores - e isso aumenta as condições para formação de tempestades, que podem ocasionar algum episódio de severidade. Essa condição de severidade é expressiva principalmente na região da Campanha, ao sudoeste do RS, podendo ocorrer tempestades acompanhadas de muitos raios, ventos acima dos 60 Km/h, queda de granizo e acumulados próximos aos 70 mm. Além disso, as instabilidades avançam até o estado de SC e sul do PR, porém quanto mais ao norte menor é a influência da frente fria, desta forma, os temporais mais fortes ficam restritos ao centro sul do RS.

Confira como ficam as chuvas para hoje. 

Temperaturas máximas


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink