Agronegócio

Agrotóxico falso é apreendido em São Borja (RS)

Homem transportava em um Corsa três litros falsificados do inseticida Standak, produzido pela Basf
Por: -Silvana Castro
9 acessos

Quando iria vender agrotóxico falsificado a um produtor rural, um homem foi preso ao meio-dia de sexta-feira (08-12), em São Borja, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Proprietário de uma revenda de automóveis, o homem transportava em um Corsa três litros falsificados do inseticida Standak, produzido pela Basf.

Foi a própria empresa quem informou a Polícia Civil. O produto seria revendido no centro de São Borja. Na revenda de veículos do suspeito, os policiais encontraram mais 37 litros. O homem assumiu o crime.

Conforme o delegado Jader Ribeiro Duarte, o produto original é vendido a R$ 400 o litro. O produto é utilizado no tratamento de sementes de soja, arroz, feijão, cevada, trigo, milho e pastagem e auxilia no controle de pragas. Já o falsificado custava R$ 280. O suspeito revelou que havia comprado 250 litros e já comercializara 210, tudo em São Borja.

O preso disse que duas das pessoas com quem ele havia feito negócio pediram o dinheiro de volta, pois o produto não fez efeito. A embalagem do inseticida falso é semelhante à do original. O homem foi preso em flagrante por comercialização e transporte de produto agrícola sem registro, por crime ambiental e sonegação fiscal.

A Polícia Civil não divulgou o nome do suspeito preso para não interferir nas investigações. Ele seria recolhido para o Presídio Regional de São Borja.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink