Alemães preparam visita ao Rio Grande do Sul

Agronegócio

Alemães preparam visita ao Rio Grande do Sul

O ex-presidente da Acsurs e diretor da Central de Inseminação da associação, Gilberto Moacir da Silva
Por:
1 acessos

Representantes das cadeias produtivas do leite e da suinocultura, prefeituras, entidades de ensino e do governo estadual retornaram da Alemanha, onde uma missão organizada pela ONG Euro Institut foi buscar intercâmbios e parcerias. A ONG firmou um convênio com o Gabinete de Reforma Agrária e Cooperativismo (Grac) para o desenvolvimento de projetos na área da agricultura familiar.

"Um deles é o de círculo de máquinas, uma forma de mecanização grupal que atende a pequenos produtores e assentamentos", explica o coordenador da Euro Institut, Érico Rex. Em novembro, revela, um grupo de 40 empresários alemães vem ao Estado para conferências e trocas de experiências. O titular do Grac, secretário Vulmar Leite, destacou a possibilidade de extensão no Estado da universidade alemã Fachhochschule Weihnstephan, para realização de cursos de graduação em Agronegócios.

O ex-presidente da Acsurs e diretor da Central de Inseminação da associação, Gilberto Moacir da Silva, disse que os projetos ambientais e de destinação de dejetos suínos foram os que mais o impressionaram. "Os alemães vão eliminar os lixões em junho. Não mais poderão largar os dejetos em leque, mas incorporá-lo ao solo." Uma missão alemã chega ao Estado no início de maio para vistoriar o Frigorífico Mercosul, em Capão do Leão.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink