Alerta para mosca-do-mediterrâneo

Agronegócio

Alerta para mosca-do-mediterrâneo

População do inseto aumentou na região de Pelotas/RS
Por:
1848 acessos
A Embrapa Clima Temperado de Pelotas alerta para o aumento populacional da mosca-do-mediterrâneo (Ceratitis capitata) no entorno das zonas urbanas na Região Sul do Estado. Apesar de ainda não haver registro de infestação no campo, segundo o pesquisador Dori Edson Nava, os produtores devem ficar atentos, pois o aumento da temperatura causado pelo efeito estufa tem favorecido a espécie exótica, que causa danos em pomares do Sudeste e do Nordeste do Brasil.

Entre os principais alvos, estão laranjas, pêssegos, mangas e caquis. A recomendação do pesquisador é que, um mês antes da colheita, o fruticultor instale de duas a três armadilhas-bola por hectare, com água e atrativo alimentar (proteína hidrolisada). A verificação deve ocorrer semanalmente para diagnosticar a infestação. Conforme Nava, o produtor não encontrará dificuldade na identificação do inseto, já que a coloração amarela das asas é a principal característica. A arma mais indicada para conter o problema é o uso da isca tóxica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink