Algoão/CEPEA: Liquidez segue lenta e preços caem
CI
Agronegócio

Algoão/CEPEA: Liquidez segue lenta e preços caem

Com as aquisições sendo postergadas, as médias de preços do algodão acabam sendo pressionadas a cada dia
Por:
As cotações do algodão em pluma têm caído nos mercados interno e externo. No Brasil, a baixa liquidez ainda prevalece. Compradores consultados pelo Cepea sinalizam estar abastecidos para fevereiro, enquanto aguardam novas quedas de preços. Com as aquisições sendo postergadas, as médias de preços do algodão acabam sendo pressionadas a cada dia. Somente em algumas datas se observou maior presença de compradores com necessidade de pluma para entrega em curto prazo, mas o interesse é apenas por pequenas quantidades. Alguns vendedores consultados pelo Cepea, por sua vez, têm sido relativamente flexíveis, mas também somente quando o negócio envolve pequenas quantidades e produto de qualidade abaixo da média. Entre 7 e 14 de fevereiro, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias caiu 1,16%, fechando a segunda-feira a R$ 1,7103/lp. (Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br )


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.