Algodão/Cepea: Oferta de trading pressiona cotação em sete dias

Agronegócio

Algodão/Cepea: Oferta de trading pressiona cotação em sete dias

Os valores internos do algodão em pluma registraram pequenas quedas entre o fim de setembro e o início de outubro.
Por:
450 acessos

Os valores internos do algodão em pluma registraram pequenas quedas entre o fim de setembro e o início de outubro. Mesmo com parte dos compradores ativa, as cotações da pluma foram pressionadas pela maior oferta de tradings, que estiveram atentas às quedas externas no período. Já nessa terça-feira, 4, especificamente, tradings se afastaram das vendas e os preços internos se estabilizaram.

Assim, entre 27 de setembro e 4 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias, referente à pluma 41-4, posta em São Paulo, recuou 0,82%, a R$ 2,5180/lp nessa terça-feira, 4. Do lado produtor, segundo pesquisadores do Cepea, cotonicultores se dividem entre as entregas de pluma contratada e as vendas no mercado spot. A expectativa de baixa disponibilidade de algodão até a chegada da nova colheita tem retraído alguns vendedores do mercado, que ficam à espera de maiores preços nos próximos meses. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink