Algodão terá isenção tributária da produção exportada

Agronegócio

Algodão terá isenção tributária da produção exportada

O acordo obedece à regra de isonomia tributária, proposta nos setores do agronegócio
Por:
271 acessos

O Governo do Estado firmou acordo com representantes dos produtores de algodão para ampliação da isenção tributária da produção exportada. O acordo obedece à regra de isonomia tributária, também proposta nos demais setores do agronegócio. Ficou acordado entre Estado e produtores que haverá manutenção da arrecadação estadual, estimada em R$ 3,7 milhões. Para isso, o setor deve ampliar a área e a produtividade da cultura.

Segundo o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Gilberto Cavalcante, o acordo é um grande avanço e assegurou a viabilidade econômica do Estado. "Asseguramos a manutenção da arrecadação e os produtores sinalizam para um crescimento ainda maior do setor", comemora. Atualmente a cultura do algodão do Estado ocupa o quarto lugar no País, com produção estimada para a safra 2006/07, de 159,2 mil toneladas, com área plantada de 46,03 mil hectares. Existem cerca de 150 produtores, espalhados nos municípios de Costa Rica, Chapadão do Sul, Alcinópolis, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Maracaju, Naviraí, Juti, Deodápolis e Batayporã. Outro importante assunto debatido entre o setor produtivo e o Governo foi a implantação no Estado do Fundo de Combate ao Bicudo, nos moldes dos projetos que já estão sendo conduzidos nos estados de Mato Grosso, Goiás, Bahia e Minas Gerais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink