Alívio: frente fria avança ao longo da semana
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PREVISÃO

Alívio: frente fria avança ao longo da semana

Sistema vai provocar chuvas e diminuir o forte calor
Por: -Aline Merladete

Depois de vários dias consecutivos de temperaturas extremas no sul do país, existe a perspectiva do avanço de uma frente fria ao longo desta semana. As projeções indicam também a quebra do bloqueio atmosférico que atua na região, possibilitando o avanço de uma massa de ar de origem polar. Entretanto, esta massa de ar polar não significa temperaturas baixas, pois estamos no regime de verão.

A sequência de dias com temperaturas extremas, ainda continuará pelo menos até a chegada do sistema de chuvas (frente fria), que está sendo projetada para atingir o RS entre quarta (26) e quinta-feira (27/01).

Vale ressaltar que, nos momentos que antecedem a chegada de uma frente fria, existe a condição pré-frontal. Esta condição consiste num acúmulo de ar quente e úmido na vanguarda do sistema, desta forma podemos esperar que com o aumento na umidade em conjunto com o forte calor ainda persistente, haverá um aumento no desconforto térmico.

De maneira preliminar, as projeções também indicam que entre quinta (27) e sexta-feira (28/01) algumas localidades poderão registrar temperaturas inferiores aos 15°C  e até mesmo a marca próxima s dos 10°C nas serras gaúchas. E o sábado (28) será marcado por uma grande amplitude térmica, isto é, a diferença entre as menores e as maiores temperaturas do dia.

Já em relação às chuvas, elas ganham mais condições para ocorrer, devido à passagem da frente fria. Mas neste momento, as projeções estão indicando um padrão irregular da distribuição das chuvas mantendo-as concentradas no leste e sul do RS. Ao passo que, a frente fria terá uma melhor definição sobre  SC e PR, promovendo bons volumes de chuvas nestes dois estados. 

É possível que, pontualmente, no decorrer da semana, os volumes possam se aproximar da marca dos 100 mm na grande região de Jaguarão, sudeste do RS, e Vacaria, nordeste gaúcho. Porém, essas instabilidades provocadas pela passagem de uma frente fria e a grande diferença de temperatura entre as massas de ar, podem resultar em fortes tormentas, como vem sendo registrado sobre a parte central da Argentina e Uruguai.

Nos últimos dias, nestas regiões houveram vários registros de tempestades associadas à tempo severo. Provocando inundações repentinas, queda de grandes pedras de granizo, elevados volumes de chuva em curtos períodos de tempo e também vendavais com velocidades acima dos 100 km/h. 

Material exclusivo elaborado pela equipe Agrotempo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.