Alpestre realiza quarta edição da Festa dos Produtores de Uva

Agronegócio

Alpestre realiza quarta edição da Festa dos Produtores de Uva

Neste fim de semana, o município de Alpestre receberá visitantes de toda a região para celebrar durante a quarta edição da Festa dos Produtores de Uva
Por:
398 acessos

No fim de semana, o município de Alpestre recebeu visitantes de toda a região para celebrar durante a quarta edição da Festa dos Produtores de Uva. O evento, tradicional no município, aconteceu na Linha Gabriúva, interior de Alpestre, no último sábado e domingo (17 e 18/12). A Emater/RS-Ascar é uma das apoiadoras do evento, que celebra uma das mais importantes atividades agropecuárias do município.

A programação de sábado (17/12) teve início às 9h, com a abertura dos estandes. A abertura oficial da Festa, com pronunciamento das autoridades ocorreu às 10h30. A tarde seguiu com torneio esportivo e show musical. No domingo, a partir das 8h, foi servido um típico café colonial e foram recebidas excursões que puderam visitar os parreirais do município. Os estandes da Festa e as atrações que se seguiu até às 19h.

Produção de uva em Alpestre
No município de Alpestre, são 195 famílias envolvidas com a produção de uva, produzindo em uma área de 235 hectares. As principais variedades produzidas são vênus e niágaras rosa e bordô. A produção para esta safra está estimada em torno de quatro mil toneladas de uva. 

O preço médio da uva é R$ 2,00. A variedade vênus já foi comercializada no período de novembro até agora com uma variação de preço de R$ 3,00 a 3,80 para o mercado. A niágara, que está na fase inicial de comercialização, está sendo comercializada entre R$ 3,00 a R$ 4,00 com destino ao mercado. Já a variedade bordô, que será comercializada no final deste mês de dezembro, está contratada em muitas propriedades a R$ 2,00 o quilo.

?Hoje, a viticultura, dentro do valor adicionado para a agropecuária, contribui com 10% do setor. Tendo em vista as condições climáticas favoráveis durante o período de vegetação, frutificação e agora na colheita, a expectativa é de uma boa safra, tanto no aspecto de produtividade, quanto no fitossanitário, o que proporcionará a elaboração de vinhos de boa qualidade para o próximo ano?, revelou o técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Clair Olavo Bertussi.

Outro fator que destaca a viticultura no município de Alpestre é que nas propriedades onde a atividade é a principal ou a segunda opção de renda está acontecendo a sucessão familiar. ?Além disso, em virtude de estarmos localizados na caixa do Rio Uruguai, esta condição de relevo e principalmente de temperatura proporciona a antecipação da colheita. Dessa forma, Alpestre é o primeiro município no Estado a comercializar a uva, especialmente a variedade vênus?, completou Bertussi.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink