Altas temperaturas no Sul e chuvas no Norte do Brasil
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
AGROTEMPO

Altas temperaturas no Sul e chuvas no Norte do Brasil

Chuvas causaram desabamentos e deslizamentos em Manaus
Por: -Aline Merladete

A terça-feira (24.11) foi marcada pela altas temperaturas na região Sul. Os produtores do Rio Grande do Sul estão sofrendo com a falta de chuva e o calor excessivo. Pelo menos 63 cidades do noroeste gaúcho já declararam situação de emergência. Segundo estimativa da Emater/RS, os prejuízos já passam de 15 milhões de reais. As lavouras mais atingidas são milho, feijão, trigo cevada e a produção de leite, gado e suínos.  A previsão é de que as chuvas cheguem ao Estado a partir da noite de quarta-feira. 

Já  em boa parte do centro sul do país e na região nordeste, com calorão entre o MS e RS. Choveu de forma muito localizada no norte do MS, GO, norte do MT e no triangulo mineiro.  Isso por conta da presença de um vórtice ciclônico – circulação no sentido horário que favorece a formação de nuvens carregadas.

Na região norte a circulação e o calor que foi responsável pelas chuvas, principalmente no AM, PA, AC e RO. Este padrão no centro-norte do país não deverá sofrer alterações muito expressivas nos próximos dias. Chuvas causaram desabamentos e deslizamentos em Manaus.

A frente fria que chegará amanhã na parcela mais sul do RS já está entre a Argentina e Uruguai. Na quarta-feira (25) essa frente fria, combinada com a presença de instabilidades em níveis mais altos da atmosfera favorece a ocorrência de temporais entre o oeste e o centro-sul do Rio Grande do Sul. Devido a atmosfera sofrendo a ação de um bloqueio, a frente fria não deverá avançar pelo Sul do país, ficando restrita sua atuação ao extremo sul do Rio Grande do Sul.

Entre a quinta-feira (26) e o sábado (28), o fluxo dos ventos, e  a presença de cavados – regiões alongadas de baixa pressão – favorecem a permanência da frente fria estacionada sobre o sul do país. Com isso há condições para ocorrência de tempestades localmente de forte intensidade, com possibilidade de vendavais e queda de granizo em parte do centro-norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e sul e oeste do Paraná.

Entre  sábado (28) e o domingo (29), um vórtice ciclônico deverá avançar entre a Argentina e o Rio Grande do Sul, formando uma região de baixa pressão que dará forma a uma segunda frente fria a sudeste do Uruguai. A formação deste sistema deverá trazer condições para chuva forte e acumulados elevados, de forma pontual, na região da campanha e sul do Rio Grande do Sul. O avanço da frente fria associada também poderá provocar chuva forte na faixa leste de Santa Catarina entre o final do sábado (28) e o domingo (29).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink