Altos preços dos fertilizantes preocupam cafeicultores
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Altos preços dos fertilizantes preocupam cafeicultores

“A situação realmente se tornou uma emergência”
Por: -Leonardo Gottems

Os agricultores estão alegando um aumento acentuado nos preços de dois fertilizantes, ou maiores temores de uma safra menor este ano, perdendo para o Zero Hedge. 

As empresas que cultivam café no Brasil, Nicarágua, Guatemala e Costa Rica e vários outros países certificam que a produção de café em grão no final do ano será equilibrada em benefício do lucro. Algumas fazendas substituirão os fertilizantes de nitrogênio, fósforo e potássio por resíduos orgânicos como uma solução barata. Esse movimento, no entanto, resultará em uma redução significativa no desempenho. 

O fato é que parte significativa das exportações russas de fertilizantes recaiu sobre a América do Sul, região que ocupa posição de destaque na produção de café. Assim, ou Brasil, líder mundial na produção de café, é um dos dois principais importadores de agroquímicos russos. Os altos preços para eles e uma redução na oferta global de fertilizantes devido a sanções podem ameaçar a colheita global de café este ano. 

“A situação realmente se tornou uma emergência”, disse Fátima Ismael, diretora geral da cooperativa cafeeira nicaraguense Soppexcca em Jinotega. Os preços do café arábica em Nova York estão estáveis desde o ano passado, mas podem subir em breve com o aumento dos preços dos combustíveis e fertilizantes. O Índice de Fertilizantes dos Mercados Verdes da América do Norte subiu pouco mais de 30% este ano, enquanto o petróleo bruto subiu 50%. Fertilizante e combustível são os dois principais fatores de custo no cultivo de café. 

Xinia Chávez, diretora executiva do Instituto Costarriquenho do Café, alerta que fertilizantes insuficientes reduzirão os rendimentos. Rodrigo Vargas, presidente da Doka Estate na Costa Rica, disse que sua fazenda precisa de 1.400 toneladas de fertilizante para produzir 40.000 sacas de café por ano. Com o forte aumento de preços, ele aplicará menos fertilizante no solo e entende que isso prejudicará o negócio. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.