Análise: algodão volta a ganhar força frente ao poliéster

Agronegócio

Análise: algodão volta a ganhar força frente ao poliéster

Queda no preço da pluma tem estimulado mercado do algodão
Por:
1333 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Há alguns anos o consumo mundial de poliéster vinha registrando considerável incremento, consolidando a fibra sintética como a principal ameaça ao algodão, principalmente durante o período em que as cotações da pluma atingiram patamares históricos. 

Com isso, as indústrias aumentaram a participação do poliéster na linha de produção, a fim de manter seus custos controlados. Mas isso está mudando. Com a queda no preço da pluma nos últimos dois anos, e o derretimento nos preços nos últimos meses, a participação de poliéster vem diminuindo, devolvendo o espaço ao algodão. A análise é foi divulgada no boletim de algodão Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Isso tem sido um dos principais fatores no aumento do consumo do algodão, que vem subindo nos últimos anos, mostrando que quando a relação de preços é favorável, a indústria possui preferência pela fibra natural.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink