Análise de aves do RS termina neste mês

Agronegócio

Análise de aves do RS termina neste mês

Mudança no governo pode alterar cronograma de controle da influenza aviária no RS
Por: -Redação
1 acessos

A análise de amostras de traquéia e de cloaca de aves migratórias da Lagoa do Peixe, na zona Sul do Rio Grande do Sul, deve ser concluída até o final do ano. O objetivo é descobrir se há a circulação do vírus da influenza aviária em território gaúcho, uma vez que o local recebe, entre setembro e novembro, grande concentração de espécies migratórias de várias partes do mundo que vêm se alimentar. As amostras foram coletadas em novembro, informou a responsável por sanidade avícola do Estado, Adriana Reckziegel. A ação faz parte de um programa de monitoramento de aves migratórias no Rio Grande do Sul, desenvolvido pela Secretaria de Agricultura (SAA) e pelo Ministério da Agricultura (Mapa), do qual também participam o Ibama e órgãos da Saúde.

Além da análise, técnicos de sanidade animal e de educação sanitária devem realizar, no final de março, uma pesquisa com moradores do entorno da Lagoa do Peixe. O objetivo é avaliar o risco que uma eventual ave contaminada representaria para a população. Vamos analisar onde e como é feita a captação de água, se é tratada, enfim, as medidas higiênico-sanitárias, para dizer se o risco é alto, médio ou mínimo, explicou Adriana. Depois da avaliação, serão propostas ações para reduzir o risco de doenças. Adriana salientou, no entanto, que a troca de governo pode atrasar os planos. O cronograma inicial já havia sido alterado, devido à ocorrência do foco de Newcastle no Rio Grande do Sul.

Há também a intenção de incluir a Estação Ecológica do Taim na área de monitoramento de aves migratórias no Rio Grande do Sul. O Taim está fora dos trabalhos por apresentar risco menor de contágio, já que as aves que migram para lá são da região da Patagônia. A SAA aguarda agora a manifestação do Mapa sobre a inclusão.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink