Agronegócio

Análise de aves do RS termina neste mês

Mudança no governo pode alterar cronograma de controle da influenza aviária no RS
Por: -Redação
1 acessos

A análise de amostras de traquéia e de cloaca de aves migratórias da Lagoa do Peixe, na zona Sul do Rio Grande do Sul, deve ser concluída até o final do ano. O objetivo é descobrir se há a circulação do vírus da influenza aviária em território gaúcho, uma vez que o local recebe, entre setembro e novembro, grande concentração de espécies migratórias de várias partes do mundo que vêm se alimentar. As amostras foram coletadas em novembro, informou a responsável por sanidade avícola do Estado, Adriana Reckziegel. A ação faz parte de um programa de monitoramento de aves migratórias no Rio Grande do Sul, desenvolvido pela Secretaria de Agricultura (SAA) e pelo Ministério da Agricultura (Mapa), do qual também participam o Ibama e órgãos da Saúde.

Além da análise, técnicos de sanidade animal e de educação sanitária devem realizar, no final de março, uma pesquisa com moradores do entorno da Lagoa do Peixe. O objetivo é avaliar o risco que uma eventual ave contaminada representaria para a população. Vamos analisar onde e como é feita a captação de água, se é tratada, enfim, as medidas higiênico-sanitárias, para dizer se o risco é alto, médio ou mínimo, explicou Adriana. Depois da avaliação, serão propostas ações para reduzir o risco de doenças. Adriana salientou, no entanto, que a troca de governo pode atrasar os planos. O cronograma inicial já havia sido alterado, devido à ocorrência do foco de Newcastle no Rio Grande do Sul.

Há também a intenção de incluir a Estação Ecológica do Taim na área de monitoramento de aves migratórias no Rio Grande do Sul. O Taim está fora dos trabalhos por apresentar risco menor de contágio, já que as aves que migram para lá são da região da Patagônia. A SAA aguarda agora a manifestação do Mapa sobre a inclusão.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink