Análise do mercado de commodities
CI
Agronegócio

Análise do mercado de commodities

Os preços da soja alcançaram o maior nível desde outubro de 2011
Por:
Por Gilda M. Bozza - Economista/DTE/FAEP
 
Nessa quarta-feira (29), na Bolsa de Chicago, os preços da soja alcançaram o maior nível desde outubro de 2011. A oferta mundial restrita, um quadro de possível aperto e o aumento da demanda por soja norte-americana foram os fatores que pressionaram os preços. A expectativa com o relatório do USDA no próximo dia 9, agita o mercado. Com isso, os contratos para o primeiro vencimento, março/12 fecharam a US$ 28,95/saca (R$ 49,79/saca) e os contratos para o segundo vencimento, o mais comercializado, foram negociados a US$ 29,10/saca (R$ 50,05/saca). Os preços internacionais da soja acumularam, em fevereiro, alta de 7,9%.

O mercado internacional do milho acompanhou o desempenho da soja e fechou março cotado a US$ 15,50/saca (US$ 26,66/saca). Para maio/12 foram negociados ao preço de US$ 15,54/saca (R$ 26,72/saca).

O mercado do trigo fechou em ligeira alta, com março/12 cotado a US$ 14,63/saca (R$ 25,16/saca) e os contratos para maio/12 negociados a US$ 14,69/saca (R$ 25,26/saca).

No mercado paranaense, os preços levantados pela SEAB apontam reação, com preço médio pago ao produtor de R$ 45,41/saca. Para o milho, o preço médio foi de R$ 23,49/saca e para o trigo de R$ 23,48/saca.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.