Andef reforça ações ligadas à agricultura familiar

Agronegócio

Andef reforça ações ligadas à agricultura familiar

Andef participou, entre os dias 1 e 3 de agosto, da 11° edição da Agrifam
Por:
703 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Demonstrações sobre o uso correto de equipamentos de proteção reuniram mais de 500 pequenos
produtores na Agrifam 
 
A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) declarou 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar. Alinhada aos objetivos da FAO, a Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), também está empenhada em qualificar os pequenos agricultores, para que produzam mais e melhor, e contribuam para o desafio global de alimentar um planeta com 9 bilhões de habitantes.
 
Com o lema "Agricultura Familiar: eu faço a Revolução Verde", a Andef participou, entre os dias 1 e 3 de agosto, da 11° edição da Agrifam, maior feira de agricultura familiar do Brasil, realizada em Lençóis Paulista-SP. Com o objetivo de disseminar as boas práticas no campo e, principalmente, mostrar a importância do uso da tecnologia para o aumento da produtividade, a Andef realizou uma série de ações educativas ao longo do evento.
 
Um dos destaques do estande da Andef foram os treinamentos para uso correto de EPIs. Foram mais de 30 demonstrações em três dias de feira e mais 500 agricultores treinados. "O objetivo era levar conhecimento ao pequeno produtor e mostrar a importância do uso de proteção no campo. Se conseguirmos mudar a vida de um agricultor, já terá valido a pena", afirma Fábio Kagi, gerente de Educação da Andef.
 
Além das demonstrações, também foram distribuídas 5000 sacolas com materiais institucionais da Andef e sobre boas práticas agrícolas, fundamentais em um mercado altamente competitivo. "Os consumidores estão cada vez mais exigentes. Portanto, é preciso orientar os pequenos produtores para que sigam produzindo o que o mercado quer, ou seja, alimentos seguros e saudáveis", completa Kagi.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink