Angus lança plataforma digital para genotipagem
CI
Imagem: Divulgação
FERRAMENTA

Angus lança plataforma digital para genotipagem

Associação Brasileira de Angus colocou em atividade, nesta semana, sua plataforma digital de seleção genômica
Por:

A Associação Brasileira de Angus colocou em atividade, nesta semana, sua plataforma digital de seleção genômica. A ferramenta permitirá que criadores façam suas solicitações de análises genômicas de animais Angus de forma prática, segura e virtual. O software recebe as demandas, gerencia o rastreamento passo a passo das amostras, emite boletos e armazena os resultados, possibilitando a criação de um banco de genótipos do Angus nacional. Serviço que, segundo o presidente da Angus, Nivaldo Dzyekanski, é um importante passo concretizado rumo à implementação da tecnologia no país. “Desenvolvemos esse sistema pensando em nossos criadores. Queremos auxiliá-los para que possam utilizar a genômica de forma acessível e fácil e que tenham, na palma da mão, indicativos que permitam ganhos cada vez mais consistentes em suas propriedades”, declara.

Com a ferramenta, solicitar um exame de genotipagem será simples. Basta o pecuarista acessar o sistema através do link https://app.sifatweb.com.br/angus e realizar o seu cadastramento. Depois disso, será necessário informar os dados dos reprodutores, o tipo de teste e o laboratório escolhido (Neogen ou Zoetis). Os emolumentos variam de acordo com cada teste e a condição de ser sócio ou não da Associação Brasileira de Angus. As amostras de pelo ou outros materiais genéticos coletadas devem ser devidamente identificadas com o número de registro e tatuagem do reprodutor e enviadas à Associação por meio dos Correios. Caberá à Angus, formatar as amostras e enviar ao laboratório. Após esta etapa, será gerado o boleto de cobrança, que ficará disponível na plataforma. A Associação também fará um banco biológico de materiais que vierem em quantidade suficiente para serem separados em duas amostras, uma para o envio ao laboratório e outra para manutenção na Angus.    

Os resultados dos testes de genotipagem serão encaminhados ao Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo), onde serão calculadas as DEPs enriquecidas. A análise final será disponibilizada aos criadores no site do Promebo. Os pecuaristas receberão um aviso através do software da Angus após a conclusão da avaliação. Na plataforma da Associação, só será possível acessar resultados em caso de solicitação de testes de homozigose dos animais. 

A tecnologia vem ao encontro a outras ações de fomento à genômica desenvolvidas pela Associação ao longo do ano, como a parceria firmada com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para o desenvolvimento de pesquisa e formação da população de referência. Propriedades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e de outros estados já demonstram interesse em fazer uso da genômica em seus animais. “Aos poucos, estamos avançando pelo Brasil. Acreditamos que, agora, com o software, mais criatórios se sintam motivados a implementar as DEPs enriquecidas na seleção”, prevê o gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato. Uma das vantagens que vem chamando atenção dos criadores é a possibilidade de uso da genômica para seleção para características de difícil mensuração, como a resistência ao carrapato.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink