Ano internacional das cooperativas: união e valorização aos pioneiros
CI
Agronegócio

Ano internacional das cooperativas: união e valorização aos pioneiros

A intenção do Ano Internacional das Cooperativas, comemorado em 2012, é promover discussões sobre a contribuição das cooperativas para a geração de emprego e integração social
Por:
O Ano Internacional das Cooperativas, comemorado em 2012 por determinação da Organização das Nações Unidas (ONU), representa o reconhecimento pela contribuição do cooperativismo para o desenvolvimento socioeconômico, além de promover a valorização do segmento e, consequentemente, o crescimento nos mais diversos ramos. A avaliação é do presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina, Marcos Antonio Zordan. O lançamento no Brasil foi realizado, nesta semana, na sede da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em Brasília (DF).


A intenção do Ano Internacional das Cooperativas, comemorado em 2012, é promover discussões sobre a contribuição das cooperativas para a geração de emprego e integração social, através de um modelo de negócio que contribui para o desenvolvimento socioeconômico dos cooperados e comunidades onde atuam.

Zordan destaca que comemorar o ano internacional do cooperativismo também é uma forma de reconhecer os pioneiros, que encontraram uma fórmula lógica e real de buscarem juntos o sucesso para cada indivíduo. “Quando as pessoas têm o mesmo objetivo certamente, ao se unirem, serão mais fortes. O cooperativismo é a melhor forma que o mundo tem para a solução das injustiças sociais e reparação de suas necessidades e angústias”.


O cooperativismo catarinense, segundo Zordan, tem crescido acima da média, principalmente quanto a participação do número de associados das cooperativas. Isso confirma que o trabalho desempenhado pela Ocesc tem dado certo, especialmente no que se refere a prática dos princípios. “Em 2010, o crescimento econômico foi de 10,5%, enquanto o quadro social cresceu 22%. Isso prova realmente o comportamento do cooperativismo e assim tem sido ano após ano, nos mais diversos ramos”.

Na programação a ser desenvolvida pela OCB, estão previstos o lançamento da Agenda Legislativa do Cooperativismo e o 2º Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Cooperativismo, que tem o objetivo de mapear a produção de conhecimentos sobre cooperativismo no Brasil.


Existem no País 6.652 cooperativas de 13 atividades diferentes. Juntas, elas reúnem nove milhões de associados e empregam 298 mil funcionários. Das cooperativas existentes, 1.548 estão no setor agropecuário e 1.064 no ramo de crédito, segmentos que mais atraem o movimento cooperativista. Só as cooperativas de crédito congregam quase a metade dos associados brasileiros - quatro milhões.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.