Anvisa interdita hoje leite vendido por três empresas

Agronegócio

Anvisa interdita hoje leite vendido por três empresas

Os laudos da PF recebidos no início da noite, acrescenta a nota, constataram irregularidades no processamento do leite por cooperativas de MG
Por:
244 acessos

Em nota divulgada na noite dessa quinta-feira (25-10), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária informa que por medida cautelar determinará hoje a interdição de lotes de leite tipo longa vida comercializados pelas empresas Parmalat, Calu e Centenário. Os laudos da Polícia Federal recebidos no início da noite, acrescenta a nota, constataram irregularidades no processamento do leite por cooperativas de Minas Gerais.

Serão interditados os lotes LCZL06 2:3 e LCZL01 12:42, da Parmalat; 4G, 4K e 4W, da Calu; e 1 e 2 da Centenário, com datas de fabricação de 25/07/2007 e 28/07/2007, respectivamente. A nota informa que “de acordo com os laudos laboratoriais, as amostras dos referidos lotes "não estão em conformidade", isto é, encontram-se em desacordo com os padrões de identidade e qualidade considerados pela legislação”. E orienta a população a não consumir esse leite até a conclusão das investigações.

Hoje, ainda segundo a nota, técnicos da Anvisa, da Vigilância Sanitária do estado de Minas Gerais e do município de Uberaba (MG) encaminharam para a Fundação Ezequiel Dias (Funed) – laboratório de saúde pública do Estado – amostras de leite com suspeita de adulteração no processo produtivo.

O laboratório informará as substâncias que teriam sido adicionadas. Testes feitos pela Polícia Federal apontam para o uso de soda cáustica e água oxigenada durante o processamento do leite.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink