Apicultores do TO esperam crescimento com o plantio de girassóis

Agronegócio

Apicultores do TO esperam crescimento com o plantio de girassóis

A produção é estimada em 300 ton de mel até o final deste ano
Por:
1728 acessos
Secom - Uma atividades que já tem dado rendimento para o trabalhador rural e hoje tem a credibilidade de centenas de trabalhadores que em sua maioria tiram deste trabalho para a sobrevivência de sua família. Assim é a apicultura tocantinense que ganhará mais um reforço, com o plantio de girassol que possibilitará a retirada do própolis e do pólen mesmo na baixa temporada da produção do mel.


Segundo o presidente da Federação Tocantinense de Apicultura (Fetoapi), Antonildo Alexandre de Medeiros, a expectativa para este ano é que seja de grande lucro para todos. “Trabalhamos hoje com 1350 apicultores e a tendência é de crescimento devido à demanda na procura por cursos de apicultura básica e avançada. Com isso esperamos chegar até o final do ano com 1600 trabalhadores. Além disso, teremos uma novidade, agora no dia 22, em comemoração ao dia do apicultor a Unitins estará assinando um termo de pesquisa sobre o própolis, que será mais um produto da atividade apícola”, afirma Antonildo.

Com o aumento de apicultores, espera-se também um aumento na produção, estimada em 300 toneladas de mel até o final deste ano. Toda esta produção vem de todos os cantos do Tocantins, pois hoje há produtores em Palmas, Colinas, Guarai , Cantão, Jalapão e várias outras cidades. O estado hoje é bem subdividido na produção.


A produção do mel também dá sua contribuição à preservação ambiental. “Nós somos ambientalistas de natureza e sofremos muito com as queimadas, por isso trabalhamos a conscientização ambiental pelo fim do desmatamento “, afirma o presidente, acrescentando que aliada à mata nativa, “gostaríamos que tivéssemos cultura de frutas como laranja, para termos coleta o ano inteiro, pois somente na época da flora do pequi é que temos a alta na produção. Agora temos as plantações de girassóis, que nos possibilitarão a retirada do própolis e do pólen até mesmo na época em que não for a alta produção de mel e a Unitins está fazendo um levantamento do que se pode melhorar neste sentido”, enfatizou.

Incentivo

A produção de mel no Tocantins ganhou apoio do Governo do Estado com assinatura de protocolo de intenção para investimento no setor. No último dia 25, produtores foram recebidos pelo governador Siqueira Campos para assinatura do termo, que prevê investimento inicial de R$ 300 mil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink