Apicultores potiguares investem na própolis vermelha


Agronegócio

Apicultores potiguares investem na própolis vermelha

Demanda crescente motiva empresários da região do Mato Grande a apostar em novo produto
Por:
1221 acessos
Demanda crescente motiva empresários da região do Mato Grande a apostar em novo produto


Natal - O setor apícola do Rio Grande do Norte, sétimo maior exportador de mel do país, passa por processo de inovação com investimento em outros nichos de mercado. Apoiados pelo Sebrae no estado, os apicultores potiguares começam a produzir própolis vermelha, estimulados especialmente pela capacidade e demanda crescente de consumidores.


A iniciativa é dos apicultores de Touros, município a 100 km de Natal. Ainda neste ano, serão construídos os primeiros apiários para a colheita do produto. “Estamos otimistas com a possibilidade de desenvolver esse trabalho. São alternativas que agregam valor e garantem sustentabilidade ao setor”, garante o gestor do Projeto de Apicultura do Sebrae no Rio Grande do Norte, Lecy Gadelha.

A própolis vermelha é uma substância resinosa, coletada por abelhas africanizadas em diversas partes das plantas, como brotos e botões florais. O material é extraído de vegetação presente em áreas de mangue, abundante na região de Touros. Além das propriedades medicinais reconhecidas e utilizadas principalmente pela indústria farmacêutica, a própolis vermelha possui agregação de valor diferenciada em relação à própolis verde, tipo mais comum. O quilo do produto pode ser comercializado a R$ 450.


Exemplos

Experiências exitosas de outros estados do Nordeste servem de estímulo para os apicultores do Rio Grande do Norte, que conheceram apiários e a forma de manejo da própolis vermelha durante o Seminário Brasileiro de Própolis e Pólen e o VI Seminário de Própolis do Nordeste, em Ilhéus (BA).

A intenção do Sebrae é implantar a partir de 2012 o Polo de Pólen na região do Mato Grande, por meio do Projeto de Apicultura, desenvolvido junto aos produtores da Comunidade Santa Luzia, em Touros. A medida beneficiará outros apicultores da região, que unificarão o trabalho de diversos apiários em torno da associação já existente.


O Sebrae realizou treinamento para os produtores da região em novembro. O foco da capacitação foi o processamento e a produção do pólen, da instalação de apiários ao beneficiamento, que requer manejo específico. A criação do polo é mais uma forma de promover o fortalecimento dos apicultores potiguares.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink